γ-Orizanol atenua o dano oxidativo induzido pela exposição aguda ao cádmio em testículos de camundongos

Eduarda Escobar, Francielli Weber Santos Cibin, Flávio Arci Araújo, Melina Bucco Soares, Cristiano Chiapinotto Spiazzi, Gabriel Lannes Duering

Resumo


O cádmio é um metal tóxico, presente em pequenas concentrações no ambiente, principalmente na água, alimentos e também na fumaça do cigarro. A exposição aguda ao cádmio causa danos relacionados ao estresse oxidativo a nível testicular em camundongos, que podem levar a infertilidade. Dessa forma, o uso de antioxidantes naturais poderia ser uma alternativa viável para prevenção ou tratamento de lesões causadas por esse metal. Nesse contexto, o γorizanol (ORY) é o principal componente presente no óleo de farelo de arroz (OFA), e possui significativa atividade antioxidante, além de ser utilizado como suplemento para melhorar a fertilidade de garanhões.
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do ORY contra o dano oxidativo induzido pela exposição aguda ao cloreto de cádmio (CdCl2) em testículos de camundongos.
Foram utilizados camundongos (Swiss albino) machos, pesando entre 25-30 g, que receberam uma única administração de ORY por via oral, na dose de 5 mL/kg (50 mM em óleo de canola) e CdCl2 por via intraperitoneal na dose de 2,5 mg/kg (dissolvido em salina). Após 24h, os animais foram eutanasiados e os testículos removidos e homogeneizados na proporção 1:10 (peso:volume) em TrisHCl 50 mM, pH 7,4, o qual foi utilizado para o ensaio de fragmentação do DNA. Parte deste homogenato foi centrifugado e o sobrenadante obtido foi utilizado para as análises de peroxidação lipídica (TBARS) e carbonilação proteica. A análise da concentração de cádmio nos testículos foi realizada utilizando o testículo direito do animal, o qual foi pesado e digerido em ácido nítrico. Todas as avaliações foram realizadas segundo metodologias previamente descritas na literatura. Os resultados foram avaliados utilizando ANOVA e post hoc de Duncan, sendo considerados significativos quando p<0,05.
Os animais expostos ao cádmio mostraram um acúmulo desse metal nos testículos, assim como, um aumento nos níveis de peroxidação lipídica (23%), carbonilação protéica (47%) e fragmentação do DNA (4 vezes); enquanto o grupo tratado com ORY, demonstrou uma redução significativa na concentração de cadmio no tecido testicular (cerca de 23%) e restaurou a produção de TBARS ao nível do controle.
Os resultados encontrados nesse experimento evidenciam o efeito tóxico do cádmio sobre tecido testicular, que causou danos oxidativos pela interação das espécies reativas com as macromoléculas celulares aumentando a peroxidação lipídica, lesando DNA e degradando proteínas da membrana. Este trabalho demonstra o papel protetor de uma substância nutricional em reduzir o dano oxidativo em lipídios e o acúmulo de cádmio em testículos de camundongos expostos a esse metal.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.