Maria Thereza Veloso- A Sociedade Em AnÁlise

Gabriella Souza De Oliveira

Resumo


Introdução: A presente pesquisa, que se propõe a analisar em profundidade os textos de Maria Thereza Veloso, faz parte de uma pesquisa maior intitulada Imprensa Feminina e fazer jornalisitco na Folha de São Borja nos anos 70, integrada ao Grupo de Pesquisa História da Mídia da Univesidade Federal do Pampa, que visa restabelecer a história da imprensa feminina em São Borja nos anos 70. Material e Métodos: O material utilizado para a análise foram as publicações do Jornal Folha de São Borja dos anos 1970 a 1979. Num primeiro momento foi realizado um mapeamento mais abrangente, onde pode-se identificar os conteúdos produzidos por e para mulheres, após foi realizada uma análise mais aprofundada dos textos de Maria Theres Veloso. A metodologia utilizada compreendeu várias etapas, partindo de uma recuperação da bibliografia existente até o exame em profundidade de todos os elementos que configuravam a imprensa feminina na Folha de São Borja nos anos 70. Foram utilizados recursos como pesquisa em museus e acervos particulares, gravação de entrevistas com realizadores da época e a digitalização de publicações antigas referentes ao tema. Resultados e Discussão: Dona de um estilo reflexivo, Maria Thereza Veloso, conseguia escrever crítica social de fundamento, sem ter o texto ostensivo e, muito menos, boicotado pela censura. Não poderia ser considerada uma repórter, mas analisava os fatos e acontecimentos com propriedade e conhecimento. Um exemplo desta competência está no texto intitulado: São Borja continua sem rádio, uma cidade que ouve, escreve, lê mas não fala, publicada na página 8, da edição número 303, em 1975. Ela faz referência ao fechamento da Rádio Fronteira do Sul AM, que foi fechada pela ditadura militar por ser de propriedade de João Goulart. Além de enfatizar que a comunidade tinha que reivindicar o direito de ser ouvida, visto que já possuía grandes empresas de comunicação que prestavam relevantes serviços à comunidade de toda a região. Disse tudo isso numa clareza e articulação que o texto não sofreu interferência e nem repercutiu negativamente para o jornal. A coragem é outra forte característica de Veloso, que na sua condição de mulher tratava assuntos que na época eram tabus para a sociedade, como a homossexualidade, por exemplo. No texto publicado na edição número 363 no ano de 1977, intitulado Carta Aberta, ela faz uma crítica ao preconceito apresentado por um indivíduo, que obviamente não foi nomeado, devido ao refinamento e educação com que ela se expressava. Dirigia-se ao seu público com carinho e proximidade, sendo talvez a única naquele período, que conseguia mexer com a emoção do leitor, fazendo-o refletir sobre as temáticas tratadas. Isto fica claro na edição de número 247 de 1974, onde ressalta a alegria da Coluna Cotidiano voltar as páginas do jornal, dizendo: “Nesta volta, como sempre aliás, você é mais importante que tudo.” Conclusões: Conclui-se que Maria Thereza Veloso, foi a mulher que mais se destacou por seus escritos na década de 70. A partir da análise de seus textos foi possível compreender a representação e o papel da mulher na sociedade da época,pois as temáticas não envolviam somente assuntos do feminino, mas também comentários, críticas políticas e reportagens sobre acontecimentos importantes, textos que em sua maioria faziam um chamamento à sociedade. Orgão de Fomento: Universidade Federal do Pampa

Palavras-chave


jornalismo, gênero, cultura, mídia impressa

Apontamentos

  • Não há apontamentos.