Interfaces Do Projeto Ético-polÍtico Do Serviço Social Com A Cultura De Paz

Franciele Schiefelbein

Resumo


Introdução: O presente trabalho tem por objetivo apresentar resultados pesquisa de Doutorado “As interfaces Projeto Ético-Politico do Serviço Social com a Cultura de Paz”, com a perspectiva de dar maior visibilidade às interfaces, considerando a Cultura da Paz como uma matriz emergente na mudança que a categoria profissional do Serviço Social busca concretizar por meio do desenvolvimento do seu projeto profissional. Material e Métodos: A pesquisa foi desenvolvida à luz da Teoria Social Critica que permite ao pesquisador pesquisar com olhos voltados para a história, relacionando o micro ao macro, num movimento que vai dar particular ao universal. Adotou-se como metodologia a pesquisa qualitativa. A mesma fundamenta-se nas representações, ações, e interpretações dos sujeitos pesquisados em relação ao seu meio e à temática em foco. Utilizou-se como instrumento para coleta de dados, aplicação de grupo focal, envio de questionário on-line, entrevista semi-estruturada, bem como observação participante. Resultados e Discussão: É na perspectiva do enfrentamento da questão social expressa nas desigualdades sociais, que a educação para a paz assume uma resposta à violência social como proposta de construir uma nova cultura denominada de Cultura de Paz. Da mesma forma, o Projeto Ético-Político Profissional do Serviço Social configura-se como estratégia eficaz enfrentamento à questão social. Os pressupostos que nortearam a pesquisa apontam para uma interface destas duas propostas que tem em comum enfrentar os desafios propostos pelas múltiplas expressões de desigualdade. Considerando o Serviço Social como uma das profissões que intervém na realidade social com um projeto profissional coletivo e hegemônico, capaz de trabalhar a expansão desta nova perspectiva de sociedade, compartilhada com a propagação dos direitos humanos, igualdade, justiça social, equidade, lutando cotidianamente nos espaços profissionais para a materialização e ampliação dos direitos de primeira, segunda e terceira geração. Conclusões: As conclusões da pesquisa apontam a urgência da criação de uma nova sociedade pautada em valores e princípios não mais econômicos, mas principalmente relacionais Os sujeitos pesquisados demostram acreditar e agir a partir de tal perspectiva. Trabalha-se na perspectiva de mudar a cultura geral da sociedade que começa pelo modo de agir e pensar das pessoas. O Serviço Social através do seu projeto ético político profissional caminha em direção a cultura da Paz compartilhando, mesmo que de forma invisibilizada os valores e princípios da Cultura da Paz, partilhando de um conjunto de conceitos éticos que caminham em direção à cidadania e direitos Orgão de Fomento: Stricto SENSU

Palavras-chave


Cultura da paz, Serviço Social, Interfaces

Apontamentos

  • Não há apontamentos.