Formação: Estudos Em Educação, Capoeira E Saúde Mental

Flávio Rodrigues, Elisandra Plate Da Fontoura, Beatriz Franchini

Resumo


Introdução: O presente projeto tem por objetivo pensar o sujeito-aluno como sendo "completo, complexo e idiossincrático". Desta forma, a formação deste sujeito deve ser pensada para além da escolarização, portanto, imerso em um Imaginário Social, sob as pressões-resoluções da complexidade do social-histórico. Usando-se a Capoeira como fonte para as problematizações desta comunidade escolar em particular. Assim, pretende-se analisar as relações e as linguagens produzidas por estes sujeitos, que através da Capoeira(social-histórico), poderá refletir sobre a auto-formação, formação e autonomia. A proposta do projeto é além de pesquisar, contribuir para construção de valores outros (elaboração dos valores instituídos), agregando a essas significações questionamentos e reflexões sobre liberdade x limite, educação x disciplina, respeito x submissão, linguagem x tipos de linguagens. Material e Métodos: As discussões sobre educação, sociedade, formação e imaginário, estão sendo tratadas a partir das artes (arte-visual, artes plásticas, musica, folclore, dança e etc.), vinculadas a Capoeira. Também através da cultura, memória e dos saberes pessoais, dos sujeitos participantes da pesquisa, sendo estes, alunos do ensino fundamental de uma escola Municipal de Uruguaiana. Tendo como base teórica: Imaginário Social (CASTORIADES, 2007) e a Complexidade (MORIN, 2005). Tratando-se de uma pesquisa Participante (BRANDÃO, 2007), com abordagem qualitativa, onde as investigações serão compreendidas sobre o prisma dos sujeitos da pesquisa(TRIVIÑOS, 1992). Existindo frentes de trabalhos, com os pais estão sendo levantados dados sobre questões relacionadas à formação e perspectiva de futuro de seus filhos (sujeitos da pesquisas), através de entrevistas semi-estruturadas, além de filmagens e levantamento fotográfico do local pesquisado. Já, com os alunos, atividades como interpretação de textos (letras de musicas, textos de filosofia, leitura da realidade da comunidade escolar), entre outras atividades. Resultados e Discussão: Podemos observar até o momento que o contato entre professor e aluno se de dá forma contraditória e problemática. Onde as linguagens e as significações produzem significados contundentes em ambas as partes (aluno e professor). O encontro entre a Capoeira e os alunos foi um momento onde, questões como limites do corpo, liberdade e imaginário puderam ser questionados. E dentro destas questões o real e o imaginário puderam ser problematizados, assim como os intricamentos entre liberdade individual e convivência em sociedade. Conclusões: O que se pode concluir até este momento é que o espaço escolar de ensino-disciplina está aquém das necessidades da atual conjuntura sócio-histórica contemporânea. Onde espaços de reflexão devam ser criados, lugares-espaços cultura, arte, esporte, onde conteúdo-disciplinar de lugar a uma nova perspectiva social, superando o possível em direção a ampliação das significações. O que parece é que educação-escolar deu lugar disciplinação-escolar, servindo apenas para o acumulo de conteúdo programático em detrimento de uma educação reflexiva, crítica e libertadora. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Capoeira, Educação, Saude Mental, Interdisciplinaridade, Imaginário Social

Apontamentos

  • Não há apontamentos.