Acilação De Dimetoxiacetais Sem Solvente: SÍntese De 1,1,1-trialo-4-metoxi-5,5,difenil-3-penten-2-onas.

Alynne Alegre Souto, Leandro Marcon Frigo, Mauro Janner Martins, Alex Fabiani Claro Flores

Resumo


Introdução: O processo de acilação de acetais com agentes acilantes peralogenados tem demonstrado alta versatilidade na diversificação da obtenção de synthons 1,3-dieletrófilos. O processo aplicado à metilcetonas leva a formação de 1,1,1-trialo-4-metoxi-3-alquen-2-onas. Esses blocos precursores podem ser aplicados na síntese de moléculas de heterociclos e derivados acíclicos de interesse. Entretanto, a técnica aplicada no processo de acilação de dimetoxiacetais utiliza solventesclorados como clorofórmio e diclorometano, assim nosso objetivo foi estudar as reações de acilação do dimetoxiacetal derivado da 1,1-difenilacetona com anidrido trifluoracético, cloreto de tricloroacetila e anidrido clorodifluoracético em meio reacional sem solvente. O procedimento evita a geração de resíduo clorado prejudicial ao meio ambiente e proporciona a obtenção dos produtos alvo em rendimentos comparáveis. Material e Métodos: A 1,1-difenilacetona foi levada a reação com ortoformato de trimetila para formar o precursor 1,1-difenil-2,2-dimetoxipropano. Esse precursor foi reagido com os agentes acilantes X3CCOZ (anidrido trifluoracético, cloreto tricloroacetila anidrido clorodifluoracético). O agente acilante foi adicionado sobre a mistura deacetal e piridina à temperatura próxima a 5°C. O sistema tornou-se sólido e a temperatura foi elevada a 50°C, quando o sistema reacional se liquefez, sendo mantido, então, sob agitação por mais 16 horas. Resultados Discussão: Assim foram obtidos três 1,1,1-trialo-4-alcoxi-5,5-difenil-3-penten-2-onas. 1,1,1-trialo-4-alcoxi-5,5-difenil-3-penten-2-onas foram hidrolisadas sob catálise deacido sulfúrico até as respectivas trialometil-b -dicetonas, demonstrando que a acilação de acetais é uma alternativa ao método de Claisen, para obtenção de trifluormetil- b-dicetonas e é o único método eficiente pra obtenção de triclorometil- b-dicetonas ou clorodifluormetil-b -dicetonas. Conclusões: A acilação de acetais pode ser feita sem o uso de solvente e aconteceu de modo brando e controlado à temperatura entre 5 e 50°C, sendo esse e a agitação eficiente os mais importantes parâmetros para obtenção de rendimentos altos dos produtos alvo. Os acilados 1,1,1-trialo-4-metoxi-5,5,-difenil-3-penten-2-onas são hidrolisados em meio ácido de modo eficiente formando trialometil-b -dicetonas inéditas com alto potencial de aplicação como agentes de coordenação. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


acilação, dimetoxiacetais, 1,1,1-trialo-4-metoxi-5,5-dife, trialometil-b-dicetonas

Apontamentos

  • Não há apontamentos.