Organização Do Trabalho Em Um Setor De Uma Instituição Pública:estudo De Caso

Aline Falcão, Adriana Dias Da Silva, Carla Beatriz Da Luz Peralta, Queila Lacerda Rodrigues, Aline Soares Pereira

Resumo


Introdução: O artigo descreve um diagnóstico prático da Organização do Trabalho em uma oficinamecânica da rede pública na Região Sul do Rio Grande do Sul. Esta pesquisa é um estudo de caso de caráter exploratório da trajetória de alinhamento dos sistemas de gestão da produção aplicadas na gestão pública. O presente artigo parte dos modelos propostos por Taylor e Ford, que se concentraram na especialização do trabalho para a evolução da valorização do humanismo e do trabalho em equipe. Também apresenta um tema atual que é a utilização de sistemas de avaliação e melhoria da gestão nas instituições públicas. Material e Métodos: Para avaliar o ambiente de trabalho na organização, foi realizado um estudo dividido em quatro etapas: na primeira etapa, foram realizadas visitas in loco para conhecer as instalações da instituição pública, onde através de uma entrevista informal com o supervisor da área identificou-se suas principais necessidades, nesse caso com o objetivo de buscar a melhoria do ambiente de trabalho; na segunda etapa foi feita a aplicação de um diagnóstico com o objetivo de coletar mais informações sobre o ambiente de trabalho. Através do diagnóstico foram observados aspectos tais como: liderança, maquinário, ferramental, higiene, segurança do trabalho, meio ambiente, bem estar social; na terceira etapa, foram analisados os resultados do diagnóstico e alguns pontos para promover melhorias foram levantados, e na quarta etapa foram apresentados os resultados do diagnóstico à instituição. Resultados e Discussão: Para que os resultados esperados sejam atingidos foi proposto como plano de melhorias, a aplicação das ferramentas 5S’s e PDCA, em um segundo momento a pesquisa buscará uma sensibilização para a utilização do modelo de excelência da gestão pública – MEGP da Fundação Nacional da Qualidade, onde haverá um compartilhamento de informações entre a instituição e outras partes interessadas, como funcionários, cidadãos, fornecedores e usuários. Como o trabalho encontra-se em andamento, esperam-se os seguintes resultados: melhoria da qualidade; prevenção de acidentes; aumento da produtividade; incentivo à criatividade; melhoria do moral e bem-estar dos funcionários; prevenção quanto às paradas por quebras e maior disponibilidade das máquinas; conservação de energia e redução de custos e higienização da empresa. Conclusões: A aplicação do plano de melhorias promoverá uma mudança para que os funcionários efetuem suas tarefas com maior eficiência, e também focará as atividades da instituição para melhorar seus resultados a curto, médio e longo prazo. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Organização do Trabalho, Gestão Pública, Modelo de Excelência

Apontamentos

  • Não há apontamentos.