Biossegurança No Laboratório De Biotecnologia Da Reprodução

Luana De Oliveira Severo, Daniela Dos Santos Brum, Fábio Gallas Leivas, Joici Cassiani Lagemann, Sonia De Avila Botton

Resumo


Introdução: As atividades realizadas em laboratório de reprodução sempre envolvem a manipulação de produtos químicos, materiais de origem biológica, uso de equipamentos e desempenho de atividades laborais, tornando-se fatores de risco à equipe de trabalho. A adoção de medidas de biossegurança, associada ao conhecimento dos tipos de riscos encontrados no local de trabalho é imprescindível à segurança da equipe. Este trabalho teve por objetivo verificar os riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes e a partir deles elaborar o mapa de risco do laboratório de biotecnologia da reprodução (Biotech) da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)-Uruguaiana-RS. Material e Métodos: Realizou-se uma inspeção de biossegurança, nas dependências do laboratório identificando os riscos, sendo possível à elaboração de um mapa de risco onde foram identificados à gravidade e os tipos de riscos a qual a equipe laboratorial está exposta. Analisou-se a utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs) e equipamentos de proteção coletiva (EPCs). Resultados e Discussão: Os principais riscos observados foram: físicos como a exposição às altas e baixas temperaturas (autoclave, estufa de esterilização, N2 líquido), radiações UV (capela de fluxo laminar). Químicos, devido à utilização de ácidos e bases fortes. Biológicos como a frequente manipulação de amostras biológicas (soro, tecido ovariano e sêmen), podendo predispor a equipe às enfermidades de gravidade variada. Ergonômicos com os esforços repetitivos predispondo à equipe a lesão por esforço repetitivo (LER). E por último, risco de acidente devido o uso de material perfuro-cortante (bisturis, agulhas, vidrarias), choques elétricos (adaptadores de tomadas), explosão (cilindro de CO2) e piso sem aderência. Constatou-se que a utilização dos EPIs no laboratório é eventual, deixando a equipe vulnerável à ocorrência de acidentes. Dentre os EPIs que deveriam ser empregados se destacam: luvas de procedimento, óculos de proteção, jalecos de algodão com mangas compridas e calçados fechados. Quanto aos EPCs há necessidade de lava-olhos, chuveiro e uma capela de exaustão no laboratório. Conclusões: Logo, conclui-se que há riscos no Biotech e a equipe que trabalha neste local está exposta a alguns riscos com nível de gravidade variado, recomenda - se a aquisição e a utilização adequada dos EPIs e EPCs afim de prevenir acidentes com a equipe. O mapa de risco será uma ferramenta utilizada na identificação e minimização dos riscos, auxiliando no programa de educação em biossegurança para equipe do laboratório biotecnologia da reprodução. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Biossegura

Apontamentos

  • Não há apontamentos.