Ocorrência De Terricola Do Gênero Geoplana L., Para O Vale Do Jaguari, Rs, Brasil: Uma Contribuição Para A Taxonomia.

Taline Rodrigues, Denirio Itamar Lopes Marques

Resumo


Introdução: A maioria dos estudos realizados no Brasil sobre a fauna de Terricola (planárias terrestres) foi envolvida com base em material de coletas esporádicas realizadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Assim a maior riqueza de espécies Terricola tem sido registrada para áreas cuja vegetação original era floresta ombrófita densa. No entanto, estudos recentes sobre a fauna de Terricola realizada na região do Planalto das Araucárias, no nordeste do Rio Grande do Sul, principalmente em áreas de floresta ombrófita mista, têm indicado um grande número de espécies, varias delas novas para a ciência e, ainda um número significativo endêmicas para a região. Material e Métodos: Buscando ampliar o conhecimento sobre diversidade de planárias terrestres do gênero Geoplana e levando em conta que são bioindicadoras de conservação do ambiente, escolheu-se o Centro Tecnológico do Vale do Jaguari, localidade de Chapadão, Jaguari, RS. Esta área apresenta-se com 97 ha., contendo em sua formação florestal parcelas de floresta decidual mista, entremeados por plantações de Pinus sp. que sofrem derrubadas seletivas. A região se caracteriza por duas estações climáticas, uma chuvosa e outra seca , o que acarreta na significativa perda de folhas no período seco, em 20% a 50% das árvores. Para este trabalho foram selecionadas duas áreas de mata, sendo para cada mata selecionados dois locais denominados de centro e borda. Em cada ambiente aleatorizou-se um ponto, partindo deste colocou-se um transecto de 100m. Cada transecto dividido em 20 pontos com espaçamento de 5 metros entre si, teve sorteado 10 pontos. Em cada ponto demarcamos um quadrat de 2m², com um esforço amostral de 10 minutos. Resultados e Discussão: Durante o presente trabalho foram coletados 10 espécimes distribuídos em duas famílias: Geoplanidae 1, a qual apresentou abundância de oito indivíduos e Geoplanidade 2, com apenas 2 espécimes. Parece-nos que as espécies do Gênero Geoplana estão mais adaptadas ao ambiente, tornando-se bioindicadoras da antropização. Conclusões: Pode-se apresentar um indicativo de que a presença dos Terrícola (Tricladidos) na área de estudo demonstram um processo gradativo de alteração de habitats. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Geoplana, Tricladidos, Chapadão

Apontamentos

  • Não há apontamentos.