Avaliação Do Potencial Genotóxico De Solanum Paniculatum L Pelo Teste De Allium Cepa

Tamara Pastori, Thais Scotti Do Canto-dorow, Solange Bosio Tedesco

Resumo


Introdução: Solanum é o gênero mais representativo da família Solanaceae, possui de cerca de 1.700 espécies sendo um dos mais numerosos gêneros do mundo. Solanum paniculatum L., conhecida pelo nome comum de jurubeba, ocorre em toda a América tropical. Essa espécie possui propriedades medicinais, e é popularmente utilizada no tratamento da icterícia, da hepatite crônica e de febres intermitentes. Esta espécie possui componentes ativos como esteróides, saponinas, glicosídeos e alcalóides nas raízes, caule e folhas. O objetivo deste trabalho foi analisar através do teste de Allium cepa a existência de atividade antiproliferativa e genotóxica de extrato aquoso de Solanum paniculatum L.. Material e Métodos: As folhas do material a ser utilizado foram coletadas no distrito de Boca do Monte, município de Santa Maria, RS. O extrato aquoso foi preparado por infusão das folhas por 10 minutos na concentração usual de 8 g/L e comparado com o controle em água destilada. Para montagem do experimento foram utilizados 2 grupos de 4 bulbos de cebola. Após a emissão de raízes em água destilada, um grupo permaneceu como controle e os demais foram transferidos para o extrato aquoso de jurubeba por 24 horas. As radículas foram coletadas e fixadas em etanol:ácido acético (3:1) por 24 horas e, após, mantidas em etanol 70% sob refrigeração, até o preparo das lâminas. Foi realizada a contagem de 4000 células por grupo de bulbos, observando-se a ocorrência de interrupção em metáfases, aberrações cromossômicas estruturais, bem como a inibição ou aumento da divisão celular. Resultados e Discussão: Os resultados obtidos mostraram que o extrato aquoso de Solanum paniculatum possui atividade antiproliferativa e atividade genotóxica. Houve o aparecimento de células que apresentaram aberrações cromossômicas como pontes anafásicas, micronúcleo, quebras cromossômicas e cromossomos retardatários. Os valores do índice mitótico variaram de 8,84% em água destilada e 2,14% no extrato aquoso de jurubeba. Conclusões: Conclui-se que o extrato aquoso de Solanum paniculatum na concentração de 8g/L apresenta atividade antiproliferativa e genotóxica. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Genotoxicidade, Jurubeba, Solanum paniculatum, planta medicinal, estrato aquoso

Apontamentos

  • Não há apontamentos.