Chave De Identificação Para AnfÍbios Anuros Do MunicÍpio De São Gabriel, Rs

Ana Maria Rigon Bolzan, Melise Lucas Silveira, Caroline Angri, Leonan Guerra, Marilia Teresinha Hartmann

Resumo


Introdução: A chave dicotômica é uma ferramenta importante para a classificação taxonômica dos mais diversos tipos de seres vivos, e consiste em um questionário, cujas respostas conduzem até o nível taxonômico mínimo ao qual o espécime pesquisado pertence. Anfíbios anuros são animais popularmente conhecidos como sapos, rãs e pererecas, entretanto o número de espécies e a diversidade existente excedem a quantidade de nomes populares disponíveis. Estes indivíduos apresentam sensibilidade a mudanças do ambiente, além de serem considerados bioindicadores de ambientes preservados. Material e Métodos: Foi realizado um levantamento das espécies de anuros ocorrentes no município de São Gabriel, RS, com base em dados da literatura, registros de Coleção Científica de Zoologia da Universidade Federal do Pampa, Campus de São Gabriel e em coletas realizadas durante um ano e meio no Projeto “Diversidade, Ecologia e Conservação da Herpetofauna dos Campos Sulinos”. Este projeto teve início em dezembro de 2007 e para coleta dos dados foram amostrados diferentes locais propícios a atividade reprodutiva de anfíbios anuros. Percorremos ambientes com áreas brejosas, lagos, poças permanentes e temporárias, riachos e córregos. Os turnos de observação foram do entardecer até a atividade dos anuros diminuir ou encerrar por completo. Foi desenvolvida uma chave dicotômica de identificação para espécies de anuros encontradas no município de São Gabriel, RS, com o intuito de facilitar o estudo de estudantes e não especialistas da área de Sistemática de Anfíbios, além de constituir uma ferramenta valiosa para a realização de inventários faunísticos. Foram feitas fotografias para a ilustração das características utilizadas na identificação e diferenciação das espécies. As fotografias foram realizadas com a utilização dos espécimes obtidos nas saídas de campo e coletas, que após, foram depositados na CZUFP. Para a confecção das ilustrações da chave dicotômica foram feitos desenhos baseados na morfologia externa, evidenciando os caracteres mais informativos de cada espécie. Resultados e Discussão: Essa chave baseia-se principalmente em chave recentemente publicada por Maneyro & Ziegler, 2008. O presente estudo pretende fornecer subsídios para ampliar o conhecimento atual sobre as espécies, bem como tornar a identificação de exemplares mais simples e eficaz. Foram registradas 20 espécies pertencentes a seis famílias: Leptodactylidae (Leptodactylidae ocellatus, L. gracilis, L. latinasus, L. mystasinus e L. chaquensis), Cycloramphidae (Odontophrynus americanus), Hylidae (Scinax squalirostris, S. fuscovarius, S. granulatus, Dendropsophus minutus, D. sanborni, Hypsiboas pulchellus e Pseudis minuta), Leiuperidae (Physalaemus riograndensis, P. biligonigerus, P. gracilis, P. cuvieri, Pseudopaludicola falcipes), Bunfonidae (Rhinella schineideri) e Microhylidae (Elachistocleis ovalis). Conclusões: Baseado nas informações obtidas, conclui-se que espécies apresentam características morfológicas e de história natura que permitem boa diagnose das mesmas. Espera-se dar continuidade ao desenvolvimento de chaves de identificação, no intuito de garantir o fácil acesso a estas informações taxonômicas. Orgão de Fomento: UNIPAMPA

Palavras-chave


Anfíbios, Chave de identificação, Anuros, São Gabriel, Rs, Taxonomia

Apontamentos

  • Não há apontamentos.