Extração De Metais Em Amostras De Erva Mate (ilex Paraguariensis, St. Hil.) Comercializadas No Sul Do Brasil

Litiele Cezar Da Cruz, Adriana Diniz Corrêa, Ana Paula Fleig Saidelles, Rosane Maria Kirchner

Resumo


Introdução: A erva mate (Ilex paraguariensis, St. Hil.) é uma planta valorizada comercialmente, bem como culturalmente, a mesma é ingerida pela infusão a quente, conhecida por “chimarrão”, considerada uma tradição dos estados do Sul do Brasil. Atualmente as plantas são amplamente usadas pela população para tratamento e prevenção de doenças, buscando benefícios à saúde humana. As plantas apresentam sua composição química diferenciada, sendo que os metais parte desta. Estes são absorvidos através das raízes e acumulados nos tecidos das plantas, podendo fazer parte da composição mineral ou ocorrendo por contaminação dos solos e águas. O objetivo deste trabalho é determinar as concentrações de metais essenciais na extração da erva mate comercializadas e consumidas nas diferentes estados do sul do Brasil. Material e Métodos: As amostras foram secas em estufa a 60 oC e armazenadas em recipientes apropriados. Para extração 1 g de amostra foi pesada e adicionada 10 mL de água destilada e desionizada previamente aquecida a 80 oC e após o produto da extração armazenado em frasco plástico. Para determinações dos metais foram utilizados Espectrometria de Emissão Ótica com Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-OES) (PerkinElmer, OptimaTM 4300 DV). Analise e comparação dos resultados foi utilizada a estatística descritiva, ANOVA e o teste Tukey. Resultados e Discussão: Concluiu-se que para todas as amostras a concentração de ferro e potássio encontraram-se abaixo do limite de detecção (LD =125 µg.g-1). Para estrôncio a amostra do RS se encontra abaixo do LD (5 µg.g-1), entretanto para os outros estados do SC e PR variaram entre 5,33 a 5,48 µg.g-1, considerados médias estatisticamente iguais (p > 0,05). Existe diferença significativa (p < 0,05), entre as médias das amostras de erva mate: entre as regiões RS, SC e PR para sódio, magnésio e zinco, RS e PR para cálcio e SC e PR para cálcio. Conclusões: O chimarrão pode ser utilizado para fins alimentício e terapêutico, considerando que a concentração dos metais essenciais se encontra dentro dos padrões, garantindo efeitos benéficos à saúde humana mesmo que estas concentrações diferem nos diferentes estados em estudo. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Erva mate, Extração, Metais

Apontamentos

  • Não há apontamentos.