Taxa De Manifestação De Estro E Prenhez Relacionada à Condição Corporal E Peso PrÉparto Em Ovelhas Corriedale Brancas E Naturalmente Coloridas

Thiago Pereira Vieira, Tiago Torres Do Couto, Tisa Echevarria Leite, Larissa Picada Brum, Gilson De Mendonça

Resumo


Introdução: O planejamento da reprodução influencia diretamente na viabilidade econômica de um projeto de produção ovina, sendo necessário levar em consideração todas as ferramentas à disposição do produtor rural visando melhorar sua eficiência produtiva e financeira. Nesse sentido a exploração de ovinos vem recebendo cada vez mais interesse por parte dos ovinocultores do país. Este trabalho teve o objetivo de verificar a correlação entre manifestação de estro e prenhez relacionada com o escore de condição corporal (ECC) e peso pré-parto em ovinos da raça Corriedale. Material e Métodos: O trabalho foi realizado em uma propriedade rural particular no município de Dom Pedrito-RS, onde foram utilizadas 120 ovelhas da raça Corriedale provenientes de dois grupos genéticos: Corriedale branco (n=60) e Corriedale naturalmente colorido (n=60), mantidas em campo nativo. As matrizes tinham idade variando de 2 a 6 anos e foram sincronizadas no mês de março e acasaladas no mês de abril, através de monta controlada com carneiros da raça Corriedale do seu respectivo grupo genético. Meses antes do acasalamento foram feitas avaliações da condição corporal e peso corporal das ovelhas, monitoramento parasitológico através de exames de OPG e no pré-parto foi realizada a vacinação contra clostridioses. Verificou-se o efeito do grupo (naturalmente coloridas e brancas) sobre a incidência de cio e de prenhez. Os animais foram subdivididos em dois grupos de acordo com a condição corporal (1 = ovelhas com condição até 3,0 e 2 = ovelhas com condição acima de 3,0), avaliando o efeito da faixa de condição corporal sobre o cio e prenhez. Posteriormente subdividiu-se novamente os animais em dois grupos de acordo com o peso pré-acasalamento (1 = ovelhas com peso corporal até 47 kg e 2 = ovelhas com peso acima de 47 kg. Foi usado o parâmetro de 47 kg porque esse foi o peso médio do rebanho no período de pré-acasalamento). Então foi avaliado o efeito da faixa de peso pré-acasalamento sobre o cio e prenhez. E por fim foi avaliado a interação de grupo com faixa de condição corporal e grupo com peso pré-acasalamento sobre cio e prenhez. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância (P

Palavras-chave


escore de condição corporal, peso corporal, ovinos naturalmente coloridos, taxa de prenhez

Apontamentos

  • Não há apontamentos.