Avaliação Do Consumo De Frutas No MunicÍpio De Itaqui - Rs

Natan Henrique Ferrari Pagliarini, Márcia Denise Rossarolla, Clediso Lago, Pércio Sanchez Righi, Clevison Luiz Giacobbo

Resumo


Introdução: O valor alimentar das frutas esta alicerçado no fato de que a nutrição constitui-se no objetivo principal do homem e a saúde é regulada por ingestão equilibrada de alimentos. As frutas desempenham papel importantíssimo na saúde humana, pois além de elementos energéticos, catalíticos, sais minerais e vitaminas, dentre outros, fornecem celulose e água constituindo-se em fonte de substâncias protéicas, carboidratos, lipídeos, vitaminas, fibras e sais minerais.O objetivo com este trabalho foi avaliar o panorama de consumo de frutas da população do Município de Itaqui, Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Material e Métodos: O trabalho foi realizado a campo, aplicando-se questionários com perguntas fechadas para diferentes públicos, estudantes de escolas públicas de ensino fundamental, para consumidores no interior de diferentes estabelecimentos comerciais de produtos alimentícios e responsáveis pelo setor de frutas dos estabelecimentos. A amostra foi realizada aleatoriamente com 114 indivíduos entre consumidores nos estabelecimentos alimentícios e alunos nas escolas do município. Além do responsável técnico pelo setor hortifrutigranjeiro de cada estabelecimento, no total de 4 entrevistados. Os consumidores e alunos responderam questões relacionadas aos seus hábitos alimentares, enquanto que os responsáveis dos estabelecimentos, questões relacionadas com os consumidores itaquienses. Resultados e Discussão: Do total de consumidores entrevistados, entre os estudantes, numa faixa etária de 12 a 16 anos, observou-se que 94% dos entrevistados consomem frutas e apenas 6% não consomem frutas. Enquanto que nos demais consumidores 95,3% dos entrevistados consomem frutas e apenas 4,7% não consomem frutas. Dos entrevistados que responderam positivamente, entre os estudantes 54% responderam que consomem diariamente, 46% consomem menos de três vezes na semana e dos consumidores em geral 56,25% responderam que consomem diariamente, 43,75% consomem menos de três vezes na semana. Quando perguntado para os consumidores de frutas total, quais as frutas de sua preferência, a banana foi à fruta mais citada com 45,05%, seguida pela laranja com 39,64% e maçã 29,73%, além de outras frutas citadas, mas com menor expressividade, como mamão, pêra, manga, uva, entre outras.De acordo com os responsáveis do setor mercadista, 75% responderam que o consumo de frutas no município de Itaqui é considerado alto e 25% consideram satisfatório.Durante as entrevistas um dos pontos verificados foi que embora tenha sido considerado alto o consumo de frutas no município, seus consumidores concordam que deveria haver maior divulgação, informando, da importância do consumo de frutas para a saúde, incentivando assim para um maior consumo de frutas por toda a população. Conclusões: Pode-se concluir que há um bom mercado consumidor e embora considerado alto o consumo de frutas, necessita-se de mais informações sobre as vantagens de se consumir frutas. Mostrando que o investimento na fruticultura, com novos pomares no Município e/ou na região pode ser uma boa alternativa de fonte de renda, propiciando melhor qualidade de vida às pessoas e incentivando o desenvolvimento da fruticultura regional. Orgão de Fomento: Unipampa

Palavras-chave


Hortifruti, Alimentação, Consumidor

Apontamentos

  • Não há apontamentos.