Perfil Do Consumidor De E-commerce De Uruguaiana

Mauricio Santariano Greco, Rudi Albino Hermann

Resumo


Introdução: Segundo Kotler (2000), o varejo tem passado por profundas modificações nos últimos anos. Embora fortalecido na sua relação com a indústria pelo aumento da produtividade desta, o varejo tem enfrentado dificuldades com o consumidor, pois ficou mais seletivo, mais exigente e menos fiel às marcas e assim demanda crescentemente serviços de pré e pós venda , aumenta sua capacidade de negociação e exige novas formas de comunicação com o varejo. O consumidor de hoje tem menos tempo, é mais exigente de qualidade, observa melhor opções alternativas, busca uma melhor relação custo-benefício, o que impacta nas características do varejo. É nesta atmosfera de turbulência que se estabelece a internet comercial em meados da década de 90. Segundo Wikipedia(2009), comércio eletrônico ou e-commerce, é um tipo de transação comercial feita através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, um computador. A presente pesquisa visa caracterizar o perfil do consumidor de e-commerce em Uruguaiana. Procura levantar o tamanho do mercado de compradores que utilizam a internet; os tipos de compras, os motivos de compra; os anseios ou receios dos que compram via internet; características sócio-demográficas dos consumidores, tais como sexo, idade, renda, grau de instrução. Material e Métodos: A pesquisa usa metodologia basicamente quantitativa, de cunho descritivo. Para coleta de dados foi utilizado um instrumento com questões fechadas preenchidas pelo entrevistador. O instrumento de coleta de dados foi respondido por uma amostra 400 entrevistados, o que permite atingir um índice de confiabilidade de 95% e uma margem de erro de 5%. O número da amostra foi calculado a partir de fórmula específica e a amostra estratificada proporcionalmente conforme dados do IBGE nas variáveis sexo e faixa etária, entre 10 e 65 anos. Resultados e Discussão: Os dados preliminares indicam que ao redor de 60 % dos entrevistados já compraram produtos na internet. Os produtos mais adquiridos são, pela ordem: eletro eletrônicos; livros,revistas,jornais. Dos que ainda não compraram 40 % pensam em fazê-lo. Os que já adquiriram produtos o fizeram movidos por oferecer: preço mais baixo; acesso direto a produtos importados ou não disponíveis no comércio local; conveniência de não ter que se deslocar para comprar. Os que não compram pela internet alegam como principais motivos: não confiar; preferir ir ás lojas e ver as peças ao vivo; dificuldade de julgar a qualidade do produto ou serviço pela tela. A periodicidade das compras pela internet é poucas vezes ao ano e o gasto médio é de 200 a 300 reais. A segurança ou confiabilidade nas informações transmitidas pela internet parece ser fator relevante para o avanço do e-commerce. Conclusões: O comércio eletrônico em Uruguaiana, apesar de ser realizado por um número bastante grande de pessoas, ainda é bastante insipiente. Os produtos que são comprados são os tradicionais neste tipo de comércio. Destaca-se como motivo de compra o preço mais baixo. Chama atenção também a questão da ainda falta de confiança no processo de compra pela internet. Orgão de Fomento: PUC campus Uruguaiana BPA

Apontamentos

  • Não há apontamentos.