A Utilização Da VÍdeo AnÁlise No Estudo Experimental De Um Pêndulo FÍsico

Lúcia Irala Leitão, Fábio Saraiva Da Rocha

Resumo


Introdução: Atualmente, o Ensino de Física vem utilizando cada vez mais as novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) como ferramentas educacionais. A partir de um computador podemos explorar diversos recursos virtuais para proporcionar a aprendizagem de fenômenos físicos de difícil visualização em laboratórios didáticos usuais. Neste trabalho apresentamos a técnica de vídeo análise como tecnologia inovadora voltada ao Ensino de Física. Trata-se de um recurso instrucional de baixo custo, pois, além do computador, precisamos somente de um equipamento para a captura de imagem (câmera digital, celular com câmera ou web cam). Necessitamos também de um programa computacional (Logger Pro 3.6.1.) onde realizamos a analise do vídeo, permitindo observar uma sequência de imagens, quadro a quadro, para conhecer informações a respeito dos observáveis físicos de um evento qualquer da natureza. Fazendo uso destas vantagens, utilizamos a técnica da vídeo análise, conjuntamente com as técnicas tradicionais de ensino de Física Experimental, para estudar o movimento harmônico de um pêndulo físico através da medida de seus parâmetros físicos. Material e Métodos: A proposta de inserção de vídeo análise como ferramenta de estudo em Física Experimental foi implementada para cinco turmas de alunos da disciplina de Laboratório de Física II oferecida aos cursos de Engenharia e de Licenciatura em Física do Campus Bagé da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). As turmas de alunos utilizaram a nova técnica conjuntamente com um sensor "photogate" tradicional para medir grandezas físicas envolvidas no estudo do pêndulo. A experiência consiste em submeter um corpo rígido, suspenso por um eixo, a um pequeno deslocamento angular em relação a posição de equilíbrio e após liberá-lo para realizar um movimento oscilatório de baixa amplitude angular. Foi explicado para os alunos, através de uma apresentação oral, como seria conduzida a atividade. Ao final da atividade, que durou 6 períodos de 50 minutos, os alunos entregaram o resultado do trabalho que visava estudar o comportamento das grandezas do movimento harmônico de um pêndulo físico e comparar os resultados da vídeo análise com os resultados obtidos por técnicas experimentais convencionais. Resultados e Discussão: Para avaliar como foi a receptividade dos alunos em relação a nova técnica implementada bem como a metodologia de inserção em sala de aula, foi proposto um questionário como instrumento de avaliação. Esta avaliação tinha como objetivo saber se a vídeo análise era previamente conhecida pelos alunos, a opinião deles quanto a utilização desta técnica como instrumento facilitador de aprendizagem e buscar indicadores que fornecessem subsídios para que se avaliasse se a metodologia utilizada para inserir o novo recurso didático foi eficiente. Conclusões: A partir das respostas dos alunos ao questionário proposto e das observações de sala de aula feitas pelos autores deste trabalho, verificamos que o emprego da técnica de vídeo análise foi recebido com motivação pelos alunos e possibilitou a estes um bom entendimento físico sobre o estudo do movimento harmônico simples do ponto de vista experimental. É possível e desejável utilizar tecnologias inovadoras como ferramentas facilitadoras de ensino da Física experimental, porém necessitamos de mais pesquisas que firmem uma direção a ser seguida no sentido de viabilizar esta alternativa didática para aperfeiçoar e racionalizar o seu uso. Orgão de Fomento:

Palavras-chave


Novas Tecnologias(tics)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.