Xadrez E Meio Ambiente Na Escola De FÁbrica

Clodoaldo Leites Pinheiro, Claudete Da Silva Lima Martins, Richarles Ferreira Da Silva

Resumo


Introdução: A proposta do projeto Escola de Fábrica, criado em 2005 pelo Governo Federal, é dar oportunidade de iniciação profissional para jovens de baixa renda, utilizando o apoio de empresas preocupadas em aliar responsabilidade social e formação de trabalhadores qualificados à criação de um ambiente escolar no próprio ambiente da instituição (empresa). O projeto Escola de Fábrica destina-se especificamente a aperfeiçoar mão de obra na área industrial na prestação de serviços junto à comunidade, dentro dos parâmetros e diretrizes das atribuições do Núcleo de Capacitação do CEFET-RS, atual Instituto Federal Sul-Rio-Grandense. O profissional no contexto contemporâneo precisa muito mais do que o conhecimento dos componentes curriculares do curso aplicados no exercício da prática, é preciso que este sujeito saiba enfrentar situações do seu cotidiano, mobilizando diversas ferramentas para resolvê-las como a memória, concentração, planejamento, e autocontrole nas tomadas de decisões que fazem parte do meio ambiente de trabalho tecnológico destes sujeitos. Neste contexto o objetivo deste trabalho foi conduzir uma aula interdisciplinar em espaço cultural urbano entre as disciplinas de Xadrez e Saúde e Meio Ambiente com alunos da Escola de Fábrica Bagé - RS. Material e Métodos: A aula foi desenvolvida no Coreto da Praça Silveira Martins com uma turma de vinte alunos do curso de Soldador da Escola de Fábrica. No componente curricular Saúde e Meio Ambiente foi abordado o contexto cultural como elemento essencial ao desenvolvimento humano e sua importância em relações interpessoais entre colegas de trabalho e de aula. A disciplina de Xadrez foi abordada em seus aspectos pedagógicos de desenvolvimento de raciocínio, lógica, memória e tomada de decisões. Ambas as disciplinas tiveram atividades de grupo mediadas pelos dois professores. Resultados e Discussão: Durante a aula da disciplina de Saúde e Meio Ambiente os alunos foram divididos em três grupos, cada qual com um material didático impresso diferente, mas que remetia ao conteúdo meio ambiente cultural e sua importância nas relações interpessoais. Ao fim da leitura a socialização para o grande grupo permitiu que os alunos expressassem suas relações interpessoais entre colegas de aula através do diálogo mediado pelos professores de ambas as disciplinas, elencando a Praça, local desta aula, um espaço sócio-cultural mais adequado a discussão de questões de meio ambiente em comparação ao espaço físico de salas de aula tradicionais. O xadrez permitiu estabelecer as relações interpessoais, pela atividade de grupo, utilizando esta nova sala de aula para significar a discussão sobre meio ambiente cultural iniciada pelo componente curricular Saúde e Meio Ambiente. Conclusões: A abordagem do meio ambiente cultural e o exercício do Xadrez através do contato direto entre sujeitos e o meio sócio-histórico ao qual fazem parte os alunos do curso de Soldador da Escola de Fabrica possibilitou a construção coletiva de conceitos das duas disciplinas de forma significativa ao estabelecer diálogo entre alunos e professores. Orgão de Fomento: cefet-cgtee-funcefet

Palavras-chave


educação, interdisciplinar, diálogo, cotidiano, social

Apontamentos

  • Não há apontamentos.