Núcleo De Inclusão E Acessibilidade Da – Nina: O Programa Incluir Na Unipampa

Vanessa Dias Espindola, Eliana Mouregues Cogoy, Laureane Da Rocha Escoto

Resumo


Introdução: A proposta consiste em apresentar o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Inclusão e Acessibilidade da Unipampa – NinA, criado na Universidade Federal do Pampa há dois anos. Na sua origem, este Núcleo surge a partir da aprovação do projeto intitulado “Programa Incluir: Acessibilidade na Educação Superior”, aprovado pelo Ministério da Educação, por intermédio da Secretaria de Educação Especial – SEESP e Secretaria de Educação Superior – SESU. No seu primeiro ano, o NInA preocupou-se em minimizar barreiras existentes que afetam a comunidade universitária no processo de ensino e aprendizagem dos alunos com Necessidades Educacionais Especiais [NEE]. Através do apoio financeiro do Programa Incluir, foi realizada a aquisição de equipamentos e materiais didáticos específicos para melhor atender a esta demanda. Além de questões didático-pedagógicas, o NInA oferece serviços e recursos que possibilitam o acesso à informação à comunidade universitária. Material e Métodos: A metodologia adotada pelo NInA localiza-se no atendimento de demandas do cotidiano dos estudantes com deficiência, tais como: a) elaboração de orientações de atendimento educacional especializado para os docentes dos respectivos cursos; b) digitalização e impressão em braile de materiais didáticos; e c) encaminhamentos para adaptação das salas de aula garantindo acesso aos estudantes, com independência.As principais atividades do NInA são: identificar, cadastrar e planejar o ingresso, permanência e formação dos acadêmicos com deficiência e as demais NEE; criar mecanismos que possibilitem flexibilidade e inovação dos componentes curriculares nos curso da Unipampa; realizar levantamento das condições de infra-estrutura e acessibilidade para proposição de adequações nas várias áreas dos campi da Unipampa; desenvolver ações de sensibilização, orientação e mobilização e formação aos docentes, dirigentes servidores técnico-administrativos das dez campi da Instituição, almejando a construção de uma efetiva política inclusiva. Resultados e Discussão: Constata-se uma crescente procura pelo corpo docente da Universidade em busca de orientações de como proceder ao atendimento às necessidades educacionais especiais. Isto proporciona um aumento da demandas a serem atendidas pelo NInA. Almeja-se, ainda, a ampliação da equipe de apoio, com forma de melhor responder ao anseio da política de educação inclusiva na Unipampa Conclusões: Diante dos esforços e avanços que o NInA realiza, percebe-se que há ainda muito a progredir. Observa-se, contudo, a necessidade premente de preparar e qualificar a comunidade universitária de todos os campi da Universidade, para que se sintam provocados e convocados a alavancar e afirmar o caráter público desta Instituição sedimentada pela educação superior inclusiva. Materializa-se assim, a visão atenta da Unipampa quando processo democratização do ensino, direcionado à universalização do acesso e permanência mediante a política de educação inclusiva, orientada pelo princípio da equidade de condições como gerador da igualdade de oportunidades. Orgão de Fomento: SEESP-MEC

Palavras-chave


acessibilidade, inclusão, ensino superior, educação

Apontamentos

  • Não há apontamentos.