Ocorrência De Enteroparasitoses Em Crianças Atendidas Pelo Programa Primeira Infância Melhor (pim) No MunicÍpio De Uruguaiana, Rs.

Liara Merlugo, Denise De Lima Feksa, Rafael Dos Santos Hernandes, Ricardo Dos Santos Hernandes, Cleci Menezes Moreira

Resumo


Introdução: As enteroparasitoses constituem um sério problema de saúde pública, estando distribuídas praticamente em todo mundo. A prevalência destas parasitoses torna-se maior conforme as condições sanitárias e socioeconômicas da população, observando-se índices elevados em países em desenvolvimento, como o Brasil. Na infância, as infecções parasitárias são freqüentes e podem, dependendo do agente etiológico, ocasionar alterações no desenvolvimento físico levando a sérios quadros como desnutrição e anemia. Diante do exposto, procurou-se determinar a incidência de enteroparasitoses em crianças atendidas pelo Programa Primeira Infância Melhor (PIM) no município de Uruguaiana, Rio Grande do Sul, por meio da realização de exames coproparasitológicos. Material e Métodos: O estudo foi executado, no período de março a setembro de 2009, em 6 bairros do município de Uruguaiana. Em cada bairro foi realizada uma palestra com todos os pais e/ou responsáveis pelas crianças com o objetivo de informá-los sobre a proposta da pesquisa. Os pais e/ou responsáveis que permitiram a participação através da assinatura de um termo de consentimento receberam um frasco coletor, previamente identificado. As amostras de fezes foram encaminhadas ao Laboratório de Parasitologia da Universidade Federal do Pampa e processadas através da técnica Baermann-Moraes. Foram analisadas três lâminas por amostra individual. Resultados e Discussão: Das 221 amostras analisadas, 21,3 por cento resultaram positivas, sendo mais freqüente a infestação por Giardia lamblia (76,6 por cento), Ascaris lumbricoides (17 por cento), Trichuris trichiura (12,8 por cento), Entamoeba sp.(8,5 por cento), Hymenolepis sp. (4,2 por cento) e Taenia sp. (2,1 por cento). As amostras biparasitadas representaram 12,8 por cento dos resultados positivos. Dados de outros estados brasileiros mostram que a infestação por Ascaris lumbricoides é uma das parasitoses mais encontrada. Do total das amostras positivas, 85,1 por cento foram encontradas em crianças dos bairros com baixo padrão de saneamento básico. Conclusões: Acredita-se que os índices de enteroparasitoses encontrados neste estudo sejam reflexos da precariedade das condições de saneamento básico, assim como das condições de moradia e hábitos de higiene das crianças residentes nos bairros até então analisados. Os achados deste trabalho demonstram a necessidade de sensibilização da população frente à importância do diagnóstico, tratamento e acompanhamento dos casos positivos, cabendo as políticas públicas preocuparem-se em melhorar as condições sanitárias básicas da população. Orgão de Fomento: Proext e Sec. M. Saúde

Palavras-chave


Enteroparasitoses, Saneamento Básico

Apontamentos

  • Não há apontamentos.