Detecção Precoce De Problemas No Desenvolvimento Neuropsicomotor De PrÉ-escolares

Thaise Soares Deponti, Mariana Vidal Folletto, Michele Bulhosa De Souza, Neila Santini De Souza

Resumo


Introdução: Os anos iniciais da vida de uma criança são significativos em seu desenvolvimento, pois esta responde melhor a terapias e estímulos que recebe do ambiente e dos seus cuidadores. Este projeto teve por objetivo a detecção precoce de problemas desenvolvimento neuropsicomotor de pré-escolares, através da aplicação do Teste de Triagem de Desenvolvimento Denver-II (TTDDII). Material e Métodos: O projeto tem sido implementado na Pré-escola do Centro de Atenção Integral a Criança (CAIC), no município de Uruguaiana, a qual apresenta 290 alunos matriculados, divididos em 13 turmas. Para realizar o acompanhamento do desenvolvimento infantil faz-se necessário a detecção e prevenção de riscos na primeira infância. Dentre os diversos métodos de triagem do desenvolvimento infantil optou-se por utilizar o Teste de Triagem do Desenvolvimento de Denver II. Este é utilizado em crianças de zero a seis anos, dividido em quatro áreas do desenvolvimento: pessoal-social; motora fina adaptativa; linguagem e motora ampla. Apresentando 125 itens para cada idade. As respostas são classificadas em aprovado, falha ou recusa dependendo das habilidades da criança em realizar cada item, depois disso é classificado como suspeita de atraso a criança que teve 2 ou mais itens de falha e ou 2 itens de risco, ou então quando apresentar 1 item de falha somado a 1 item de risco. O TTDDII foi realizado na sala de vídeo da pré-escola e, algumas vezes, com acompanhamento do professor para obter uma maior colaboração da criança e mais informações sobre ela. Os testes foram realizados em 52 crianças da faixa-etária de 1 ano e 1 mês até 5 anos e 11 meses Resultados e Discussão: Depois de ter realizado o TTDII e analisado os resultados preliminares por estatística descritiva, obteve-se por porcentagem vinte e sete casos de suspeita de atraso no desenvolvimento. Destes, presentaram risco ou falha: na linguagem vinte e nove; motor grosseiro mais linguagem vinte e um; linguagem somado a motor de delicado com pessoal-social e linguagem juntamente com motor delicado o número foi de quatorze; e no pessoal-social, motor delicado e em todos os itens o índice foi de sete. Sendo que, o setor linguagem ganhou destaque por ser o que apresentou maior número de casos com suspeita de atraso no desenvolvimento. O que de alguma forma interfere tanto no rendimento escolar como na interação social, planejamento de atividades e expressão de suas necessidades. Além disso, falhas nos setores pessoal-social podem demonstrar dificuldades da criança em reagir frente a estímulos culturais e também a adaptação e participação em grupos, já no setor motor grosseiro os resultados podem ser pressupostos de não aquisição motora ou algum problema físico até então não percebido. As falhas na área motora adaptativa demonstram a necessidade de estimulo a capacidade construtiva e de inteligência para realização de atividades. Conclusões: Assim, é preciso dar continuidade a avaliação sistemática do desenvolvimento para que possamos desenvolver ações juntamente com os educadores e a rede de serviços de saúde do município em prol da promoção da saúde infantil. Além da construção de propostas de ação com as crianças detectadas com suspeita de atraso no desenvolvimento, junto aos seus familiares e instituição. Orgão de Fomento: Unipampa

Palavras-chave


desenvolvimento infantil, saúde da criança, enfermagem, pré-escola

Apontamentos

  • Não há apontamentos.