Equoterapia: Educação E Saúde Em Crianças Com Necessidades Especiais

Bianca Soares Rodrigues, Juliana Macke Hellwig, Taís Pereira, Liane Da Silva De Vargas, Rodrigo De Souza Balk

Resumo


Introdução: Quando nos referimos à Educação e Saúde, podemos associar com cuidados saudáveis, experiências vividas, multiprofissionalismo, auto-educação, relações sócio-culturais, entre outras temáticas que fortalecem o autoconhecimento. Esta educação sinaliza para saber o que é melhor para si e para as pessoas próximas, seja família ou comunidade. A terapia mediada por animais propicia uma vivência a curto ou longo prazo com um animal, com a finalidade de se obter benefício físico ou psicológico. O animal é visto como um mediador não-verbal, que melhora a adaptação, o entrosamento e o relacionamento, quer entre terapeuta e paciente, quer entre o paciente e a sua realidade. Material e Métodos: As práticas educativas e terapêuticas são desenvolvidas no Centro de Equoterapia General Fidélis de Uruguaiana – RS em parceria com a Universidade Federal do Pampa, as quais participam acadêmicos do Curso de Fisioterapia com supervisão docente desta instituição e uma equipe formada por pedagogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, veterinários e instrutores de equitação. Cada montaria tem duração de trinta minutos por praticante, sendo que estes montam de forma individual ou em dupla. Cada criança passa por uma avaliação fisioterapêutica, realizada por alunos e professores, para que o tratamento e a conduta sejam programados de forma individual visando às necessidades de cada praticante. O projeto tem a duração de 12 meses e beneficia entre praticantes e familiares cerca de 200 pessoas. Resultados e Discussão: A equoterapia é um método científico empregado como terapia na saúde e na educação que utiliza o cavalo como recurso terapêutico em uma abordagem multidisciplinar, que irá buscar o crescimento e o desenvolvimento biológico, psicológico e social dos praticantes. É uma ciência nova, apesar da relação entre o homem e o cavalo ter sido valorizada desde a Antigüidade. Hipócrates, em seu Livro das Dietas indicava a equitação para a reabilitação da saúde, em especial, no tratamento da insônia. Este projeto é direcionado para os aspectos que reforçam os cuidados quando tratamos de crianças com necessidades especiais utilizando os recursos educativos e terapêuticos e também o conhecimento dos profissionais envolvidos quanto dos indivíduos ao qual o projeto se destina. Assim, a partir do descrito acima, os benefícios atingidos através da equoterapia justificam a realização deste projeto que tem como objetivos promover a saúde de crianças com necessidades especiais por meio da equoterapia através de atividades que visem à promoção, prevenção e reabilitação. Proporcionar ações educativas aos pais e familiares quanto aos cuidados necessários com crianças com necessidades especiais. Os resultados parciais indicam um perfeito sinergismo no trabalho realizado em equipe aprimorando a construção do conhecimento através de uma abordagem dialógica e terapêutica atingindo o princípio da integralidade em saúde. Atingiu-se também a recuperação funcional das crianças envolvidas assim como a interação com a comunidade e familiares, desenvolvendo o fator social. Através das ações educativas como orientações e palestras aos pais e familiares busca-se uma melhoria na qualidade de vida. Conclusões: A equoterapia proporciona aos praticantes e familiares bem estar físico e social por melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento neuropsicomotor de crianças com necessidades especiais. Orgão de Fomento: Unipampa - Bolsista

Palavras-chave


Equoterapia, Educação, Saúde, Interdisciplinariedade

Apontamentos

  • Não há apontamentos.