A Importância Do Estudo Dos Monumentos No Ensino Da História Local

Adriana Garcia Cabaldi Carvalho, Beatriz Dos Santos Correa, Vera Teresinha Curtinazda Silva, Regina Celia Do Couto

Resumo


Introdução: Este trabalho que socializamos pretende ressaltar a importância do estudo dos monumentos, como fonte histórica, no ensino da história local e foi desenvolvido no primeiro semestre de 2009 na disciplina Ensinar e Aprender História. A Praça Dr. Alcides Marques, leva este nome em homenagem a um doutor e político da cidade de Jaguarão, localiza-se na área central da referida cidade e nos chamou a atenção pela quantidade de monumentos que ali se encontram. No total são dezoito, entre bustos de pessoas ilustres, estátuas, placas, monumentos religiosos entre outros. Material e Métodos: Com o objetivo de analisar os monumentos históricos, o contexto no qual foram produzidos e com quais finalidades, em grupos, escolhemos um monumento e partimos para investigá-lo. Sabendo-se que os monumentos são criações de determinadas épocas, fez-se necessário buscar em jornais antigos do ano de 1988, acervo de bibliotecas particulares, relatos orais de pessoas que conviverem com os homenageados, entre outros. Resultados e Discussão: Trabalhando com esta metodologia, foi possível resgatar histórias do monumento erguido em 27 de janeiro de 1988, uma homenagem a Eduardo Nadruz, conhecido popularmente por “Edu da Gaita.” Artista este, de renome internacional, porém pouco conhecido em sua cidade natal, Jaguarão. Também veio à tona a história do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulo e do Sr. Eudóxio Corrêa, personagem homenageado em uma Placa comemorativa dos 25 anos de criação deste e o criador das provas funcionais que atualmente denominam-se “Freio de Ouro”. Neste percurso também veio a história da própria Praça, que ao longo dos tempos foi mudando de nome. Já se chamou Praça Treze de Maio e hoje recebe o nome que mencionamos no começo do texto. Conclusões: O que se busca com este tipo de trabalho, é que haja um comprometimento dos alunos e que surjam questionamentos e problematizações acerca dos objetos de estudo apresentados em forma de monumentos. Este local está permeado de histórias, que necessitam ser pesquisadas, uma vez que essa atitude pode nos possibilitar a compreensão sobre a formação das identidades locais. Um trabalho com estas fontes exige que o professor auxilie o aluno na compreensão e contextualização dos fatos que envolvam aqueles monumentos para ocorrer maior entendimento e valorização do patrimônio histórico de sua localidade. Isso torna possível a compreensão de que as histórias locais não se constituem apenas nos fatos e heróis descritos nos livros, mas que são feitas por pessoas reais. Portanto, ensinar história, fundamentado-se na compreensão de como se constrói o conhecimento histórico, permitirá ao aluno estabelecer relações entre passado e presente, mudanças e permanências, as realidades vividas anteriormente e seu cotidiano. Nesse sentido o educando se sentirá partícipe dessa história e não apenas um mero expectador. Orgão de Fomento: PBDA-UNIPAMPA

Palavras-chave


Monumento, Ensino, História, Local

Apontamentos

  • Não há apontamentos.