APROXIMANDO A NEUROCIÊNCIA DA ESCOLA PARA MELHORAR A DIFUSÃO DE CONHECIMENTOS ACERCA DO CÉREBRO

Letícia de Aquino Bicca, Pamela Billig Mello Carpes, Rui Seabra Machado

Resumo


A neurociência é um ramo das ciências biológicas que vem ganhando destaque no meio educacional por explicar o processo de aprendizagem através de investigações sobre o funcionamento do cérebro (BARRETA NETA, 2009). Exposto isso, fica clara a importância de que a neurociência seja mais divulgada e popularizada, principalmente junto a escolas e centros educacionais, a fim de colaborar, cada vez mais, com a melhoria na qualidade do processo ensino-aprendizagem (VARGAS et al., 2014). Considerando esta realidade, o objetivo deste trabalho foi divulgar a neurociência para instrumentalizar os alunos e professores de uma escola pública do município de Uruguaiana RS com conhecimentos acerca do funcionamento do cérebro e do Sistema Nervoso (SN), através de ações denominadas Neuroblitzes.
As ações relatadas neste trabalho foram realizadas ao longo do primeiro semestre de 2017, junto a uma escola pública de Uruguaiana/RS, parceira do programa de extensão POPNeuro. As neuroblitzes eram realizadas no auditório da escola, onde utilizávamos um notebook, um projetor e aparelho de som para as apresentações das aulas.
Além disso, também eram utilizadas peças anatômicas para facilitar as explicações, dentre elas: (i) encéfalo; (ii) neurônio (principal célula do sistema nervoso); e, (iii) órgãos sensoriais. Também foram produzidos folders ilustrativos sobre a saúde do cérebro e SN e doenças que os atingem.Para avaliação do impacto das intervenções realizadas aplicamos um questionário com perguntas relacionadas aos temas abordados durante as intervenções antes do início das intervenções e após as intervenções, no final do semestre.
Durante as neuroblitzes foi observado o interesse e participação dos alunos, o que nos leva a crer que o principal objetivo proposto pelo Popneuro foi atingido. Os alunos da Educação Básica colaboraram de forma participativa, mostrando uma grande curiosidade acerca dos assuntos abordados pela equipe.
Notamos que a metodologia lúdica utilizada nas intervenções, com brincadeiras didáticas, teatro abordando temas científicos, atividades com pinturas e manipulação de peças anatômicas disponibilizadas pelo grupo, conseguiu gerar curiosidade e disponibilidade para o aprendizado. A avaliação inicial revelou que muitos conhecimentos de neurociência por parte dos escolares são limitados, levando-nos a perceber a necessidade da popularização da neurociência no meio educacional, principalmente entre os professores, que são multiplicadores de conhecimento, e que influenciam diretamente no processo ensino-aprendizagem de seus alunos (FILIPIN et al., 2015).
A partir dos resultados obtidos nas neuroblitzes, percebemos a importância da divulgação e popularização da neurociência. As ações promoveram a aproximação da neurociência da escola, melhorando os conhecimentos dos
estudantes acerca do cérebro e do SN.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.