PODE ENTRAR: PORTUGUÊS PARA IMIGRANTES RESIDENTES NO OESTE DE SANTA CATARINA, BRASIL

Luiz Carlos Rodrigues, Claudia Andrea Rost Snichelotto, Aline Binsfeld, Ariel de Morais, Carolina Ogushi Bach Dias, Agnes Eduarda da Silva Brito

Resumo


Neste trabalho objetivamos analisar o livro didático Pode entrar e sugerir possíveis adaptações que atendam às necessidades linguísticas básicas dos imigrantes que chegam à região Sul do Brasil, notadamente em Chapecó, Santa Catarina.
A região Sul, mais precisamente a cidade de Chapecó, tem recebido imigrantes de várias nacionalidades, em sua maioria haitianos, devido à grande oferta de emprego no setor da agroindústria.
Partindo da necessidade desses imigrantes de se comunicar no território brasileiro, foi preciso criar o curso Português como língua estrangeira para imigrantes residentes em Chapecó e região com o objetivo de contribuir para o alargamento de suas possibilidades de inserção social em espaços culturais para além daqueles em que tais sujeitos já se encontram plenamente inseridos.
Nascido de uma parceria entre a Pastoral do Migrante da Diocese de Chapecó e a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) por meio do PET (Programa de Educação Tutorial) - Assessoria Linguística e Literária, o curso é oferecido aos sábados, das 16h30 às 18h30, nas instalações da Diocese de Chapecó (Paróquia Santo Antônio), na região oeste de Santa Catarina. Os ministrantes do curso são graduandos da UFFS, dentre os quais três são bolsistas do PET e nove voluntários dos cursos de Letras Português e Espanhol - Licenciatura e de Engenharia Ambiental.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.