ARBORIZAÇÃO DE ESCOLAS: UMA ATIVIDADE MUITO ALÉM DO QUE PLANTAR ÁRVORES

Leonardo Guedes de Andrade, Patrícia de Oliveira Neves, Julianne Marçal Munhoz, Estéfany Abreu Roballo, Carolina Lopes de Souza, Bruno Martins Nolibos

Resumo


Tendo em vista a grande importância das árvores em um contexto global e o quanto uma significativa parte da população desconhece essa importância, faz-se necessário a criação de iniciativas e projetos que possam ampliar o conhecimento e oportunizar profundas reflexões sobre o assunto. Uma das alternativas relevantes é fazer uso da educação ambiental como ferramenta transformadora e capaz de promover mudanças sociais de interesse ambiental. A presente proposta tem por objetivo estimular a consciência ambiental dos alunos alvos destas ações, a partir de palestras educativas e outras atividades pedagógicas, em uma tentativa de aproximá-los do meio ambiente que os circunda de uma forma mais respeitosa e comprometida. O projeto contempla as seguintes ações: plantio de mudas, palestras educativas e atividades pedagógicas. As palestras educativas foram apresentadas apenas para os alunos do 3° ao 9° ano, abrangendo em torno de 400 alunos, onde previamente responderam ao questionário. O questionário aplicado era composto por quatro questões objetivas e uma descritiva, as quais estavam diretamente relacionadas com as espécies que foram plantadas na escola. Em cada escola, foram plantadas dez mudas de árvores nativas, que ocorreu na segunda fase do projeto Onde há Verde, há Vida. A avaliação das respostas mostrou que os alunos possuem um relativo conhecimento sobre algumas questões acerca do meio ambiente, entretanto, muitos deles mostraram um déficit relacionado ao conhecimento básico sobre botânica, sobre a dependência dos seres vivos em relação as plantas e sobre a importância da arborização. Ainda, não entendem de forma clara como as espécies são classificadas, dispersas ou como se reproduzem, apresentando pouco saber tradicional sobre a utilidade de muitas espécies vegetais encontradas na arborização de sua cidade e nas matas nativas. Constatou-se que ao utilizar dinâmicas para aprendizagem, consegue-se fomentar a curiosidade dos alunos, assim, estimular a aquisição de conhecimento e, também, promover uma conscientização ambiental mais efetiva.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.