CENTRO DE LÍNGUAS-JAGUARÃO: CONSIDERAÇÕES SOBRE OFERTA DE LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE

Elenice Terra, Giane Rodrigues dos Santos, Aline Neuschrank

Resumo


Dominar tanto a língua materna como outras línguas é uma estratégia eficiente para conquistar melhores oportunidades no mercado de trabalho tanto no Brasil como no exterior. Além disso, favorece aos profissionais a possibilidade de conhecer melhor a cultura de um país, a ascender academicamente e a se desenvolver pessoalmente. Mas conhecer uma língua adicional não é o suficiente no mercado de trabalho atual, que está tão competitivo. Nesse cenário em que nos encontramos, é de suma importância o conhecimento tanto da língua materna como de outras línguas.
Desde 2015 o projeto de extensão Centro de Línguas - Jaguarão vem ofertando diversas línguas para comunidade de Jaguarão e arredores. O projeto objetiva ofertar cursos de níveis básicos, intermediário e avançado de português, espanhol, alemão, inglês, italiano, francês, português como língua estrangeira (PLE), latim, esperanto e língua brasileira de sinais à comunidade em geral. O nível básico é composto por quatro módulos, ofertado semestralmente: A1, A2, A3, A4; o intermediário, por três módulos: B1, B2, B3; e o avançado, com três módulos: C1, C2, C3. Cada módulo soma uma carga horária de 60h/a que poderá ser ministrada nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Participam do projeto professores, alunos, técnicos administrativos e comunidade externa.
Em 2017, o projeto encontra-se em sua segunda edição e além da oferta de cursos de línguas, este ano visando integrar pesquisa, ensino e extensão foram firmadas parcerias com projetos de pesquisa e de ensino, e também participação em grupos de trabalhos. Dentre as ações desenvolvidas está a participação no Grupo de Trabalho (GT) IN-Libras, coordenado pelo professor Everton Fêrrer, formado pelo professor Daniel Romeu, pela tradutora e intérprete Mônica Garcia e vários alunos. Outra ação é formação de GTs com encontros semanais: GT do Espanhol, formado pelas professoras Giane Santos, Miriam Carniato e a bolsista PDA Elenice Pacheco Terra. O Grupo de Trabalho PLE é formado pelos professores Ida Marins, Vitor Schneider e pelo técnico administrativo Marcos G. Afonso. Nestes encontros são realizados planejamentos semanais e discussões sobre o material a ser aplicado nas semanas subsequentes e avaliação das aulas anteriores.
Neste sentido, observando as ações entre 2015 e 2017, este trabalho tem por objetivo refletir sobre as atividades desenvolvidas em dois anos de execução do projeto, buscando mostrar sua relevância para a comunidade acadêmica e geral, além de delimitar metas para os próximos anos 2018-2019.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.