REMEXENDO O CITOESQUELETO: UMA ABORDAGEM LÚDICA PARA O ENSINO DE BIOLOGIA

Andréia Karoline Góes, Márcia Mourão Ramos de Azevedo, Romulo Jorge Batista Pereira, Emily Thais Feitosa Sousa, Glenda Monique Martins, Adriane Xavier Hager

Resumo


O ensino de Biologia no Ensino Médio nas maiorias das escolas é realizado, atualmente, através da prática tradicional, o que muitas das vezes, a compreensão é comprometida. Esta prática é ocasionada principalmente por falta de estruturas adequadas para o professor ministrar suas aulas. Para a viabilidade do processo de ensino-aprendizagem do aluno, é um importante que haja suportes necessários para o aproveitamento das aulas. A utilização de metodologias de ensino com abordagens diferenciadas é uma importante ferramenta que pode ser utilizada em sala de aula, possibilitando a interação do aluno com o objetivo de estudo, em um processo dinâmico na busca pelo conhecimento. Assim, o uso do lúdico pode auxiliar o professor a estimular o interesse dos alunos pela disciplina como forma de aprendizado. A pesquisa foi conduzida pelos alunos do projeto de extensão intitulado Atividades Lúdicas: uma abordagem diferenciada para o processo de ensino-aprendizagem em Biologia Celular da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) que visa realizar a construção de modelos didáticos que possam auxiliar os alunos da rede de escolas públicas a aprenderem de uma forma mais prazerosa a Biologia. A aplicação da pesquisa foi realizada para tanto alunos do terceiro ano do ensino médio da Escola São Raimundo situado na cidade de Santarém PA. primeiramente os monitores fizeram visita na escola para decidir, junto a direção da escola e ao professor encarregado da disciplina, qual o melhor assunto a ser abordado através da metodologia lúdica. A escolha do tema foi o citoesqueleto. Após a escolha do tema, uma revisão na literatura em livro utilizados no dia a dia dos alunos foi realizada para criarmos o tema da metodologia lúdica. Assim, desenvolveu-se a metodologia lúdica remexendo o citoesqueleto. Esta metodologia consiste na confecção da estruturas básicas do citoesqueleto em que os próprios alunos poderiam construir suas próprias maquetes. A aplicação da aula foi realizada em dois momentos. No primeiro momento da aula foi realizada uma demonstração didática (slides) com exposição dialógica (explicação teórica e expositiva enfocando o conteúdo) e através de vídeos, para melhor apresentação da organização estrutural do citoesqueleto da célula. No segundo momento, foi disponibilizado kits aos alunos para que eles manipulassem e construíssem o citoesqueleto. Ao mesmo tempo em que eles iam construindo o citoesqueleto teriam que relacionar aos conceitos da aula que lhes fora ministrada. Para a coleta de dados, foi aplicado um questionário (pós-teste) após a utilização da metodologia lúdica, para verificar a intervenção da metodologia aplicada na assimilação das informações assimiladas pelos alunos. Os dados foram tabulados no Excel 2013. De acordo com os resultados, a utilização da metodologia lúdica remexendo o citoesqueleto é uma prática pedagógica capaz de instigar o alunos a construir o seu próprio conhecimento. Na resolução do pós-teste, conjectura-se que foi uma ferramenta útil para suprir o ensino em Biologia, visto que a construção da maquete foi a mediadora do conhecimento entre o teórico e lúdico, pois conforme a prática lúdica instigas os alunos a superar seus desafios, de forma prazerosa, e o conduz aos seus resultados.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.