"TRABALHO ÁRDUO" NO CAMPUS URUGUAIANA

Guilherme Gavião, Márcio Tavares Costa, Leonardo Barboza Benites, Luciana de Mello Viana, Vinícius Martins Farias, Douglas Ramos Prietsch

Resumo


A expressão "trabalho árduo" é uma das definições para Kung Fu. No ocidente, muitas vezes o termo Kung Fu, bem como Wu Shu" (arte marcial) e "Kuo Shu" (arte nacional), são usados para referenciar as artes marciais (AM) de origem chinesa. Sendo assim, existem inúmeras linhagens, todas caracterizando-se como uma atividade física completa que contribui para o desenvolvimento humano. Também proporcionando uma melhor qualidade de vida, pois influenciam no rendimento escolar, na saúde e no bem-estar social dos seus praticantes. Benefícios típicos de qualquer atividade física e desportiva realizada. É com essa ideia em mente que nasce o projeto Trabalho Árduo do Campus Uruguaiana do qual o presente trabalho apresentará um relato de experiência. Dos treinos de Kung Fu que ocorrem e estão abertos para a comunidade externa, sem o intento de competições, mas somente dos benefícios supracitados e que visa estimular a prática saudável de atividades físicas e da promoção da cultura oriental, além de aproximar a UNIPAMPA da comunidade. De início, logo após registrado o projeto, foi amplamente divulgado no campo e na
comunidade de Uruguaiana a respeito do início das atividades para a inscrição e seleção dos interessados. O critério para seleção foi a ordem de realização da inscrição, de acordo com o preenchimento das vagas. Além de que todos os selecionados foram submetidos a uma análise, para garantir que o participante possua condições físicas para realização dos treinamentos sem o comprometimento da sua saúde. Uma vez a turma estabelecida se deu início aos encontros semanais, que ocorrem duas vezes por semana e tem duração de uma hora e meia cada. Os participantes devem manter 75% de frequência para continuar no grupo e receber a certificação da carga horária. Por fim os participantes foram submetidos a um questionário a respeito do motivo de estarem interessados em participar dos treinos. Os métodos de treinamento e transferência de ensinamentos ocorrem de cordo com a Escola de Artes Marciais Tao T'ien' Ti (TTT). A partir das respostas do questionário foi elaborada uma nuvem de palavras contendo as ideias principais dos depoimentos. Os motivos principais citados na nuvem de palavras foram conhecimento, sociabilidade, isto é, a oportunidade de socializar com outros durante o treino e saúde. A cada treino os praticantes relatam ter suas capacidades físicas aprimoradas, notam fundamentalmente o desenvolvimento aeróbico e uma melhor performance cardiovascular a melhora na saúde e estética. Ao longo das seções de treino todas as posturas errôneas tendem a ser corrigidas com o auxílio frequente de um acadêmico de fisioterapia. Levando-se em conta prevenir danos à coluna, as
articulações e a musculatura em geral. O próprio praticamente tende a cria hábitos mais saudáveis e libera o estrece do dia a dia. Além da possibilidade de conhecer sobre a cultura oriental, minimizando da intolerância étnica e religiosa. Tendo em vista o aperfeiçoamento pessoal, físico e mental, permeando o cotidiano do indivíduo. Os hábitos de autoconhecimento pode ser adquirido de outras maneiras. Mas as AM chinesas são meios que não devem ser ignoradas para este propósito.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.