GERENCIAMENTO E TRANSFORMAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS EM UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA UTILIZANDO A TÉCNICA COMPOSTAGEM

Arthur Fernandes Bettencourt, Etiane Caldeira Skrebsky, Filipe Mello Dorneles, Fernanda de Souza Britto Simões, Daniel Gonçalves da Silva, Caroline Ferreira Mainardi

Resumo


Mais da metade de todo lixo produzido no Brasil é composto por resíduos orgânicos que inclui restos de alimentos como frutas, legumes e folhagens que consumimos diariamente. Estes resíduos são fonte de poluição quando destinados e tratados de forma errada, principalmente pelo lixiviado oriundo de seu processo de decomposição. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi quantificar o lixo orgânico produzido em alguns setores da Universidade Federal do Pampa, campus Dom Pedrito RS para, posteriormente, transformá-lo por meio de um processo natural denominado compostagem. Para tal, foi coletado o lixo orgânico produzido nos principais setores do campus Dom Pedrito durante 25 dias. Todo resíduo coletado foi pesado e, posteriormente, depositado em uma composteira. Ao final do período experimental foi quantificado 236,23 kg de resíduo orgânico, sendo a maior parte deste oriundo do restaurante universitário do campus. O projeto se mostrou de grande importância para a obtenção da quantidade (kg) aproximada de resíduos orgânicos produzidos por alguns setores da Unipampa, campus Dom Pedrito RS. No entanto, faz-se necessário a coleta de outros dados da universidade, como número de alunos e servidores, refeições diárias servidas no restaurante universitário e extensão do campus que passa por manejo de roçada para valores mais exatos dos resíduos sólidos orgânicos produzidos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.