CINECULTINHO: UMA EXPERIÊNCIA DE PRODUÇÃO CULTURAL PARA CRIANÇAS

Raicilane Barbosa de Jesus Santana, Carla Daniela Rabelo Rodrigues, Gezilane Silvestre da Silva

Resumo


O presente trabalho trata da atuação do Programa de Educação Tutorial Produção e Política Cultural (PET-PPC) por meio do projeto de extensão CINECULTINHO, bem como sua importância na cena da produção cultural jaguarense. O projeto promove exibições mensais de filmes no auditório da universidade, devido à ausência de atividades culturais para crianças. Esta proposta apoia-se na curadoria de filmes (curtas, médias e longas metragens), em especial animações, com narrativas relevantes à formação cidadã e artística das crianças da cidade. As exibições fílmicas são pensadas pelos bolsistas do grupo PET-PPC com supervisão da tutora. Nas reuniões semanais, o grupo discute as possibilidades para a atividade, realizam uma curadoria de filmes, levando em consideração a classificação indicativa, a representação das diversidades e dos temas sociais. A curadoria preocupa-se ainda em priorizar filmes fora do circuito comercial e que destoe da lógica blockbuster. São utilizados recursos, majoritariamente audiovisuais, no entanto, em algumas exibições são realizadas atividades lúdicas que tenham relação com o filme exibido. Estas atividades planejadas contemplam desde desenhos, pinturas até construção de brinquedos variados. A eficácia do projeto se manifesta por meio do reconhecimento da comunidade, através de convites de algumas escolas municipais para execução do mesmo e com os relatos de bolsistas sendo abordados por crianças, adolescentes e responsáveis, buscando informações das próximas exibições e salientando a importância do trabalho dos discentes no fomento de ações culturais para a população infantil dessas comunidades marginalizadas. A proposta idealizada, organizada e executada pelo grupo PET-PPC funciona enquanto uma alternativa para os autoritarismos, ausências e instabilidades tão presentes na cena cultural Jaguarense. O CINECULTINHO permite as crianças aguçarem o olhar tanto no que tange a formação estética audiovisual quanto no que tange as temáticas abordadas, já que recorrentemente os filmes tratam de temas sociais importantes, como por exemplo a questão de gênero, étnico raciais, dentre outros. É possível ainda perceber o CINECULTINHO como um espaço educativo não-escolar e de formação cultural que proporciona novos olhares sobre as temáticas abordadas, construindo uma bagagem fílmica, estética e informacional para as crianças, os levando a uma reflexão crítica.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.