INCLUSÃO SOCIOECONÔMICA DE CATADORES(AS): IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA EM SANTANA DO LIVRAMENTO/RS:

Altacir Bunde, Altacir Bunde, Bruna Taize de Medeiros, Cassiane da Costa, Bianca Amaral Silva, Márcio Zamboni Neske, Yan Vieira Griffo

Resumo


O aumento da produção de resíduos e a busca pela forma correta de deposição são um dos maiores problemas econômico, ambiental e de saúde pública, hoje, enfrentados pela sociedade, segundo o Panorama do Gerenciamento Global de Lixo, lançado pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA). À vista disso, o presente trabalho terá como campo de pesquisa o município de Santana do Livramento, no qual todos os dias são descartados cerca de 50 toneladas de resíduos sólidos urbanos e que, lamentavelmente, ainda não possui Coleta Seletiva Solidária (CSS). Aliada a essa perspectiva, está a situação de extrema vulnerabilidade social e condições de trabalho insalubres a qual vivem catadores e catadoras e que por meio da reciclagem tiram seu sustento, isto é, o seu meio de sobrevivência. Diante disso, esse trabalho tem como objetivo discutir as potencialidades da implantação da Coleta Seletiva Solidária em Santana do Livramento e, também, da contratação direta da Associação Novos Horizontes pela Prefeitura Municipal para realizar a triagem, classificação, processamento e comercialização dos resíduos produzidos no município. A presente pesquisa é resultado parcial da execução do projeto de extensão Catadoras e catadores em movimento: fortalecendo a economia solidária em Santana do Livramento (RS).

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.