O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA FOCADO NA ORALIDADE E ESCRITA FORMAL A PARTIR DE TECNOLOGIAS

Amália Josiane Weber Rodrigues, Camila Gonçalves dos Santos do Canto

Resumo


O trabalho desenvolvido refere-se a uma intervenção pedagógica, cujo tema é o ensino de língua portuguesa por meio das tecnologias, tendo como objetivo geral da pesquisa: investigar o processo de ensino/aprendizagem da língua portuguesa no âmbito da leitura, produção escrita e oral a partir de artefatos tecnológicos, em uma turma de nono ano do ensino fundamental, da rede pública municipal de ensino, no município de Santana do Livramento/RS. Para tanto foi desenvolvida uma sequência didática abordando o gênero jornalístico em diferentes meios: impresso e televisivo, sendo que o fio condutor para o desenvolvimento desta é a leitura. O trabalho teve a duração de oito horas/aula de cinquenta minutos cada, divididas em quatro encontros de duas horas/aula. O objetivo de ensino desta sequência didática é desenvolver no aluno a capacidade de compreensão das informações contidas no gênero jornalístico tanto impresso quanto televisivo percebendo as diferenças entre ambos. A partir das atividades propostas foi possível desenvolver os conteúdos: Linguagem verbal, nas modalidades oral e escrita; Linguagem formal; Gêneros jornalísticos e Leitura. Partindo disso, foi desenvolvida uma metodologia ancorada pelos os autores: Antunes (2003), Geraldi (2001) e Marcuschi (2004) que defendem o estudo da língua sob uma perspectiva interacionista. Além dos autores supracitados, o estudo conta com o apoio teórico de Vygotsky (1989) que corrobora com a ideia de que a ideia de que o desenvolvimento cognitivo do sujeito se dá a partir da interação social com o seu meio. No que tange ao tema cibercultura e tecnologias nas práticas de ensino, e aprendizagem de línguas, utilizamos Lévy (1999) que aborda o conceito de cibercultura e o impacto das tecnologias na construção da inteligência coletiva, Paiva (2008) fazendo uma retrospectiva histórica da tecnologia, Buzato (2066) que fala do letramento digital e formação do professor e Moran (1999) que aborda a contribuição das tecnologias para educação ambos apresentam conceitos e argumentos que vão ao encontro da pesquisa realizada. O trabalho resultou na produção de notícias jornalística impressa e televisiva. Os dados foram coletados durante a aplicação das atividades através de diário de campo, filmagens, fotos e rubricas. A partir da análise desses, podemos considerar o resultado como sendo positivo, tendo em vista que, os objetivos foram alcançados; pela participação ativa dos alunos no desenvolvimento das atividades propostas estimulados pelo uso de ferramentas que fazem parte da cibercultura, que é algo presente no cotidiano de cada um. Sendo assim, consideramos possível e necessário incluir esse mundo virtual dos alunos no ensino de língua portuguesa, ainda que existam alguns percalços que limitam o desenvolvimento das atividades como por exemplo: a falta de estrutura e suporte escolar

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.