A ILHA DO SILÊNCIO: O ESPAÇO EM A DESUMANIZAÇÃO, DE VALTER HUGO MÃE

Ariane Farias, Ânderson Martins Pereira, Lilian Greice dos Santos Ortiz da Silveira

Resumo


O presente trabalho visa analisar aspectos referentes ao espaço na obra A desumanização (2014), do autor angolano, Valter Hugo Mãe. Entende-se aqui que a Islândia, país em que o romance é ambientado, ocupa papel de fundamental importância na construção de tal narrativa. É importante salientar que tal análise leva em consideração a compreensão de que o espaço literário é elemento subjetivo, imaginário e fruto da ficcionalidade. A partir de tal entendimento, apreende-se a noção de que o país, nas linhas de Mãe, trabalha como reflexo dos traumas das diferentes personagens da narrativa, sendo, ao mesmo tempo, o palco e o ator de uma história de reflexão acerca da solidão humana. Isto posto, tais reflexões serão realizadas a partir de apontamento de importantes teóricos, tais como Paul Ricoeur (2007), Yi-fu Tuan (1983), Luis Alberto Brandão (2013) e outros.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.