A INCLUSÃO DA CULTURA CIGANA NAS ESCOLAS DE BAGÉ DESAFIOS E POSSIBILIDADES

Greice Rita Kvietinski Machado, Claudete da Silva Lima Martins, Angelica Linhares da Silva

Resumo


São muitos os aspectos relevantes e instigantes para escrever sobre a etnia Rom.Entretanto, com este trabalho, pretende-se desvendar se a cultura deste grupo social está inserida no contexto educacional de três instituições públicas situadas no município de Bagé- RS e caso sim, de que forma. Para tanto, utiliza-se de uma de suas manifestações artísticas mais importantes, ou seja, a Dança Cigana. Neste contexto, o objetivo principal deste trabalho é apresentar a pesquisa intitulada A Cultura Rom nas Escolas de Bagé: Arte, Educação e Sociedade, analisando os dados iniciais da pesquisa sobre as dificuldades das escolas para a inclusão de alunos da etnia Rom. A metodologia de pesquisa adotada neste trabalho é a de Pesquisa de Campo na perspectiva qualitativa. Para o estudo foram selecionadas três escolas públicas pertencentes ao Município de Bagé, onde já há crianças da etnia Rom matriculadas. Portanto, são sujeitos da pesquisa dez professores, cinco pais, três funcionários e cinco alunos, que aceitaram participar da investigação, bem como das atividades nela propostas. A coleta de dados está sendo feita por meio da análise documental do Projeto Político Pedagógico das Escolas e realização de entrevistas com o corpo docente. Também serão aplicados questionários durante uma oficina sobre cultura Rom que será desenvolvida com os sujeitos da investigação, cujas atividades envolverão vivências relacionadas à cultura cigana, principalmente no que se refere as danças. A pesquisa está em andamento tendo seu término previsto para 2018. Contudo os dados coletados até o momento, oriundos das entrevistas realizadas com os professores e funcionários das escolas investigadas, são significativos e revelam que as dificuldades enfrentadas pelas escolas para a inclusão de alunos da cultura Rom são a inexistência de registros formais tanto nos órgãos oficiais como o IBGE quanto nas escolas. Além do mais, a discriminação que enfrentam dos não- ciganos, a falta de conhecimento e de preparo da maioria dos professores sobre como acolhê-los e ensiná-los visto que pertencem a uma comunidade com valores e costumes totalmente diferentes aos propostos pela cultura ocidental, também se configuram em dificuldades enfrentadas por essa etnia. Portanto, é preciso superar estas dificuldades para que assim os alunos da cultura Rom possam ser efetivamente incluídos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.