POLÍTICAS PÚBLICAS CULTURAIS UMA FORMA DE DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO BRASIL E O MUNDO

Gláucia Pinheiro Serafini, Fernando Hoffmam

Resumo


Políticas públicas culturais no contexto de desenvolvimento e integração entre os povos é um tema que instiga a pensar de que modo está sendo usada a legislação cultural no país. Para que haja uma troca de conhecimento específico, onde está enraizado o nosso maior bem, a cultura, a memória e a preservação de tudo que foi construído historicamente e repassado de geração em geração para a manutenção e a construção de um povo, o intercâmbio cultural retrata aqui uma das formas mais consistentes de conhecimento mútuo e preciso daquilo que é mais precioso na sociedade, e a política pública cultural é uma importante ferramenta para que isso aconteça.A análise feita no presente trabalho pretende analisar os resultados das ações propostas na política pública de Intercâmbio Cultural, oferecida pelo governo federal, e se há efetivo acesso e execução à legislação pertinente. A sociedade vive em constantes mudanças, e é necessário, de alguma forma, proteger a origem de cada povo, a língua, os costumes, as tradições e etc, para que a memória daquele local não se perca. É de suma importância que essa política pública seja divulgada, promovida e intercambiada ao longo dos anos entre os países, para que o desenvolvimento sociocultural seja globalizado e que haja cooperação entre eles. Os resultados do Intercâmbio Cultural no Brasil mostram que essa política pública cultural é de suma importância para fomentar os grupos artísticos, pessoas físicas ou jurídicas, a se especializar numa área específica no Brasil ou exterior, ou levar a arte brasileira para algum lugar no mundo, com o intuito de propagar a riqueza de nossa arte, e isso deve permanecer para que futuras gerações continuem recebendo incentivo governamental com a finalidade de especialização e multiplicação de conhecimento e mostra do que realmente está entrelaçado ao povo brasileiro, sua arte. Por fim, este é um compromisso de respeito aos direitos humanos, direitos culturais, culturas tradicionais, afro-descendentes, indígenas, migrantes. Avançar no diálogo entre as culturas mundiais, permitindo esta troca de experiências em espaços criados especificamente para este fim é de fundamental fortalecimento a diversidade cultural, capaz de celebrar o valor de um dos princípios mais importantes nos estudos dos direitos humanos, que é o princípio da dignidade da pessoa humana.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.