A TEORIA INSTITUCIONAL E SEUS DESDOBRAMENTOS: UM ENSAIO TEÓRICO

Isaque Guilhermando Koche, Debora Bobsin, Daiana de Marco, Gláucia Espinosa da Silveira

Resumo


Os estudos organizacionais têm passado por uma intensa expansão nos últimos anos e tem nos apresentado a diferentes perspectivas teóricas, nesse contexto se discute a Teoria Institucional. Essa Teoria é bem difundida academicamente, mas, nem tanto dentro das organizações. Desse modo, as organizações são levadas pelos contextos institucionais e relacionais e se transformam em isomórficas para possibilitar aprovação social (legitimidade), que fornece benefícios de manutenção, mesmo sendo as práticas institucionalizadas contrárias à eficiência (Greenwood et al., 2008). o presente estudo se caracteriza como um ensaio teórico, tem como finalidade investigar novas abordagens da temática. Ao aprofundar as leituras, ficou muito clara a capacidade da teoria institucional de transitar por diversas áreas do conhecimento. Cabe dizer que essa é formatada com a junção de diferentes empréstimos oriundos da sociologia, economia e da ciência política. Do mesmo modo, é possível também analisar que a teoria acolhe aos aspectos mais profundos da estrutura social. Um dos pontos que o institucionalismo dá pouca importância é a questão do poder nas organizações. Seria fundamental a teoria debater sobre essa temática para o entendimento do processo de institucionalização e da dinâmica social. No momento em que as relações de poder são vistas de maneira isolada corre-se o risco de aceitar a adaptabilidade, a mera evolução e a estabilidade como elementos centrais na constituição da sociedade.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.