EDUCAÇAO MATEMÁTICA CRÍTICA: POSSIBILIDADES DE UMA INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA

Vanessa Scheeren, Débora Sudatti Guimarães, Sonia Maria da Silva Junqueira

Resumo


Apresentamos neste trabalho uma análise documental desenvolvida sob a perspectiva da Educação Matemática Crítica (EMC) a partir dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) de duas instituições de ensino de Educação Básica da Região da Campanha, RS. A pesquisa foi desenvolvida no segundo semestre de 2017, no âmbito do projeto Laboratório de Investigações Matemáticas (LIM), em parceria com o Programa de Pós-Graduação Mestrado em Ensino (PPGMAE) da Universidade Federal do Pampa, campus Bagé. O objetivo do projeto, com a análise desses documentos, é verificar a possibilidade de desenvolver, nessas duas escolas, um trabalho pontual de pesquisa na perspectiva da EMC, que se constituiu a partir de preocupações decorrentes da natureza crítica da Educação Matemática. Nesse sentido, a problemática que se apresenta é que não podemos colocar em risco a possibilidade de levar para as instituições em questão uma investigação, em nível de mestrado, que não seja concernente às filosofias e concepções pedagógicas defendidas nessas escolas. Nessa intenção, analisamos os PPP(s) de duas instituições públicas estaduais de Educação Básica, uma em atuação em uma região rural, e outra urbana, em cidades da Região da Campanha, no estado do Rio Grande de Sul. Para facilitar a apresentação dos dados e resultados de análise, as escolas serão identificadas pelas siglas ER (escola rural) e EU (escola urbana). Ambas as instituições atendem aos níveis e modalidade da Educação Básica: Ensino Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos. A partir de aspectos da EMC desenvolvemos a análise dos PPP das escolas ER e EU, considerando para esse fim as seguintes unidades: i) Filosofia; ii) Concepção e iii) Método. A partir das discussões realizadas, encontramos pistas para a viabilidade do desenvolvimento de nosso estudo. As duas instituições estudadas destacam em seus documentos o compromisso com a constituição da escola como um ambiente emancipatório, um espaço democrático de respeito às diversidades culturais e empenhado com as causas sociais. Estas são questões que confirmam as referidas instituições, como cenários propícios para práticas educacionais que contemplem os princípios de uma Educação Matemática Crítica.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.