SOBRE MULHERES NEGRAS DA COMUNIDADE QUILOMBOLA DE PALMAS

Luis César Rodrigues Jacinto, Dulce Mari da Silva Voss

Resumo


RESUMO
No presente trabalho apresento parte da pesquisa em andamento no Programa de Pós-Graduação Mestrado Acadêmico em Ensino da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé, cuja temática trata das inter-relações entre gênero e raça no contexto da comunidade quilombola de Palmas, localizada na área rural de Bagé (RS). Busco descrever o processo histórico de reconhecimento legal da posse das terras pelas famílias remanescentes de negros/as escravizados/as e analisar os modos pelos quais as mulheres negras dessa comunidade aparecem no Relatório Sócio-Antropológico e Cultural realizado por uma equipe de pesquisadores/as da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 2007. Para tanto, adoto a Pesquisa Documental de abordagem qualitativa e a Análise do Discurso a partir das Teorias Foucaultianas. Referendo o estudo nos conceitos de Munanga sobre os quilombos, de Deleuze e Guatari sobre territorialização e Louro sobre os entrelaçamentos entre gênero e raça. Meu interesse em abordar esta temática deve-se a militância no Movimento Social Negro, a atuação como membro do Conselho Consultivo da Associação das Comunidades Quilombolas Rurais de Palmas e pesquisador das culturas negras que precisam ser olhadas em suas múltiplas inter-relações com as questões de gênero, sexualidade e territorialidade.
Palavras-chave: Quilombo. Territorialidade. Mulheres quilombolas.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.