PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS SOBRE FEIRAS DE CIÊNCIAS NAS REVISTAS DE ENSINO DE FÍSICA

Bruna Andrieli Ilha Pereira, Pedro Fernando Teixeira Dorneles

Resumo


No presente ano (2017) ocorreu a VII Feira de Ciências do Campus Bagé e a V FEICAN Feira de Ciências, Arte e tecnologia de Candiota, atingindo um público de mais de quinhentas pessoas, entre professores e alunos apresentadores de trabalhos. No entanto, muitos trabalhos constituem-se em apresentação de trabalhos demonstrativos extraídos da internet ou reproduzidos de anos anteriores, não apresentando etapas de planejamento, investigação e conclusão. Isto tem tornado uma questão de preocupação da equipe executora, a qual já propôs algumas ações de formação para professores da Educação Básica e obteve resultados preliminares que indicam a integração entre Universidade e escolas como um potencial para tornar os trabalhos investigativos e com impactos no meio social dos estudantes. No entanto, mais estudos são necessários, principalmente, envolvendo uma análise sobre trabalhos acadêmicos que trazem uma reflexão sobre os impactos na formação dos estudantes que participam de feiras. Diante disto, o presente trabalho busca investigar em periódicos das revistas de Ensino de Física, trabalhos acadêmicos voltados para a investigação das Feiras de Ciências na área do Ensino de Física. Com essa revisão da literatura, tem-se como objetivo averiguar se existem avaliações sobre os resultados positivos e negativos de uma feira, o quanto essa abordagem pode contribuir para que os alunos tornem-se investigativos e desenvolvam trabalhos que realmente propiciem a alfabetização científica. Assim sendo, emerge como justificativa desta pesquisa, a necessidade de buscar trabalhos voltados para a avaliação das feiras. Cabe salientar, que o resultado dessa revisão da literatura irá também, dar suporte para a concepção de um projeto de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ensino do Campus Bagé da Unipampa. Como resultado desta pesquisa, foi identificado um pequeno número de publicações, apenas dois artigos. Este baixo número de publicações encontrado revela a falta de estudos científicos e, principalmente, a negligência por parte de pesquisadores da área de Ensino de Física, pois feiras são atividades tradicionais nas escolas. Assim, torna-se necessária uma investigação sobre os trabalhos que estão sendo apresentados pelos alunos, para se conseguir dimensionar a real função de uma Feira de Ciências, indo além das avaliações superficiais, que tratam como uma atividade prazerosa e fundamental no Ensino de Ciências.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.