IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS VULNERÁVEIS A INFILTRAÇÃO DE CONTAMINANTES EM SUBSUPERFÍCIE: UM ESTUDO AEROGAMAESPECTROMÉTRICO

Marieli Machado Zago, Maximilian Fries

Resumo


A contaminação de áreas urbanas e rurais é um problema recorrente em diversas partes do mundo. Em algumas zonas de moradias e industriais não ocorre tratamento de esgoto e saneamento básico adequado, essa deposição indevida pode causar a contaminação de drenagens próximas aos centros urbanos. Na agricultura o uso em grande escala de pesticidas e agrotóxicos também contribuem para a contaminação de solos. Esses resíduos sólidos infiltram para subsuperfície acarretando na contaminação da água subterrânea por meio de elementos como metais pesados e solventes. As ferramentas das geotecnologias quando aliadas a ambientes de Sistemas de Informações Geográficos (SIG) auxiliam na identificação de alvos suscetíveis a contaminação. O local de estudo abrange todo o município de Caçapava do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Tem como objetivo localizar alvos suscetíveis a infiltração de resíduos contaminantes por meio da análise de mapas geofísicos de aerogamaespectrometria que identificam áreas com altos teores de concentração dos três radioelementos (K, eTh, eU). Estes associados com informações litológicas, lineamentos estruturais e a um estudo da vulnerabilidade de aquíferos. O estudo visa contribuir para a investigação de solos em áreas vulneráveis à infiltração de elementos químicos, auxiliando em trabalhos posteriores sobre índices de poluição da água em nascentes e rios da região, desenvolvimento de terras agrícolas e perfuração de poços tubulares de água potável.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.