FIDEDIGNIDADE DE RÓTULOS DE REFRIGERANTE QUANTO AO TEOR DE SÓDIO

Cintia Dos Santos Moser, Viviane Dalastra, Margarete Dulce Bagatini

Resumo


O refrigerante é uma bebida bastante consumida, com alto teor de sódio, o que pode acarretar agravos à saúde. Sendo assim, há a necessidade de acesso a informações nutricionais confiáveis através do rótulo, principalmente ao se tratar de um público com doença crônica não transmissível, como no caso da hipertensão arterial. Assim, o objetivo com este trabalho foi confrontar os teores de sódio informados pelos rótulos nutricionais de refrigerantes com os resultados obtidos por métodos analíticos oficiais. Para tal, seis tipos de refrigerantes foram adquiridos no comércio local, retirados da embalagem original e enviados para análise em embalagens idênticas, sem o rótulo, apenas com identificação das amostras (AMOSTRA 1 - Refrigerante marca A, tipo cola normal; AMOSTRA 2 - Refrigerante marca A, tipo cola zero; AMOSTRA 3 - Refrigerante marca B, tipo guaraná normal; AMOSTRA 4 - Refrigerante marca B, tipo guaraná zero; AMOSTRA 5 - Refrigerante marca C, tipo guaraná normal; e AMOSTRA 6 - Refrigerante marca D, tipo guaraná normal) ao Instituto Tecnológico do Paraná. As amostras foram tratadas via úmida com ácido nítrico e peróxido de hidrogênio e a determinação de sódio foi realizada através de fotometria de emissão por chama. A análise dos dados foi descritiva simples, os resultados das análises de sódio foram comparados aos dados das informações nutricionais dos rótulos. A fidedignidade dos rótulos nutricionais dos refrigerantes quanto ao teor de sódio pode ser comprovada apenas para a marca B, tanto no tipo normal quanto zero. A rotulagem nutricional dos refrigerantes das demais marcas avaliadas não está de acordo com os valores reais encontrados nas análises de sódio. O maior percentual entre o valor encontrado na análise de sódio (9mg) e o valor que consta no rótulo (1,2mg) foi para a amostra 5, que se trata de uma marca não muito difundida no mercado, empresa não consagrada. Quando comparamos os refrigerantes denominados normal e zero da mesma marca (amostras 01 e 02), pode-se perceber que o tipo zero praticamente dobra o teor de sódio, tanto para os valores expressos no rótulo, quanto para os apontados na análise. Ao analisar os refrigerantes de mesmo tipo podemos perceber uma grande variação no teor de sódio entre as diferentes marcas. A partir desse estudo percebeu-se a necessidade de um maior acompanhamento por parte dos órgãos competentes quanto à fidedignidade das informações nutricionais contidas nos rótulos de refrigerante e quanto sua conformidade com a legislação vigente.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.