ATIVIDADE ANTIMICROBIANA SINÉRGICA DE SERTRALINA E DISSULFIRAM

Marissa Bolson Serafin, Angelita Bottega, Vitória Segabinazzi Foletto, Fernanda Aguirre Carvalho, Andressa Salvador, Rosmari Hörner

Resumo


Este estudo avaliou a atividade antibacteriana sinérgica in vitro do dissulfiram e da sertralina frente a dezessete cepas bacterianas, sendo oito referência American Type Culture Collection (ATCC) e nove isolados clínicos multirresistentes (MDR). Os critérios utilizados para avaliar a atividade sinérgica definidos pelo Índice da Concentração Inibitória Fracionada (FICI) constataram sinergismo frente à cepa padrão de Staphylococcus aureus ATCC 25923 (FICI=0,5) e isolado clínico S. aureus MRSA (FICI=0,5). Na determinação da concentração bactericida mínima (CBM) a sertralina demonstrou atividade bactericida potencializada pelo disulfiram. Nossos resultados sugerem que essas drogas, já utilizadas largamente no tratamento do alcoolismo crônico e depressão, possuem potencial antibacteriano isoladamente e em associação.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.