PREVALÊNCIA DE SÍNDROME DE BURNOUT E FATORES ASSOCIADOS EM DOCENTES DA REDE MUNICIPAL DE URUGUAIANA/RS

Ariadine Rodrigues Barbosa, Danieli Medeiros, Susane Graup, Anna Paula Martisn Barp

Resumo


A saúde mental é de extrema importância à vida saudável das pessoas e o trabalho é um dos fatores que interfere no estado de saúde das pessoas. A Síndrome do Esgotamento Profissional tem se apresentado como alvo de pesquisas com interesse em saber sobre o padecimento de professores em suas atividades laborais. Objetivo deste trabalho foi avaliar a prevalência da Síndrome do Esgotamento Profissional e os fatores associados entre os professores da rede pública municipal de Uruguaiana/RS. O estudo é uma pesquisa descritiva transversal, no qual foram avaliados os professores da rede municipal de ensino de Uruguaiana/RS. Utilizou-se o instrumento Maslach burnout Inventory e um questionário elaborado especificamente para este estudo. Dos resultados encontrados 38 professores participaram, sendo que prevalência de Síndrome do Esgotamento Profissional esteve presente em 81,4% dos avaliados, estando a mesma associada significativamente com a idade, na qual os professores mais jovens apresentam o problema com maior frequência. Considerando as características do trabalho, não houve associação significativa. A prevalência de Síndrome do Esgotamento Profissional é elevada entre os professores da rede municipal de ensino de Uruguaiana/RS, evidenciando a necessidade da criação de estratégias para a promoção da saúde.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.