GRUPO HIPERDIA: FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DE SAÚDE EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Helter Luiz da Rosa Oliveira, Iisma Elisama Milder Braga, Raquel Cristina Braun da Silva, Tatiane Motta Da Costa E Silva, Madillaine Teixeira Daniel, Susane Graup

Resumo


Os impactos causados pela Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e pelo Diabetes Mellitus (DM) ao Sistema Único de Saúde geraram a necessidade de desenvolver, na atenção básica, programas destinados à identificação, prevenção e tratamento dos indivíduos com esses agravos. Com a intenção de organizar a assistência às pessoas com HAS e DM, em 2001, foi lançado pelo Ministério da Saúde (MS) o Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes, através do Programa de Hipertensão Arterial e Diabetes (HiperDia). Buscando atuar na prevenção, avaliação e tratamento dessas doenças, o MS determina a realização de atividades de educação em saúde para esta população, podendo ser realizadas individualmente ou em grupo. Assim, buscou-se principalmente o formato de grupos, nesse caso, sendo chamados de Grupos HiperDia. Diante disso, o objetivo deste estudo é relatar as atividades desenvolvidas com usuários de um grupo HiperDia desenvolvido em uma Estratégia Saúde da Família (ESF) de Uruguaiana/RS. Estudo descritivo do tipo relato de experiência, onde serão apresentadas as experiências vivenciadas por residentes do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Mental Coletiva da Universidade Federal do Pampa, Campus Uruguaiana, inseridos em uma ESF. Durante o desenvolvimento dos grupos foram trabalhadas, no formato de dinâmicas e rodas de conversa, temáticas referentes aos conhecimentos básicos sobre HAS e DM, hábitos de vida saudáveis, e demais temas sugeridos pelos participantes. Além de serem realizadas práticas de atividade física, avaliações nutricionais e antropométricas. Tais atividades são fortes aliados no auxílio ao tratamento mostrando-se estratégias eficientes de tratamento não farmacológico. Foi possível perceber, por meio do relato dos usuários, que a participação no grupo passou a interferir positivamente no tratamento, proporcionando uma melhora em sua qualidade de vida por meio do incentivo ao convívio social, atuando também na forma com que se relacionam com suas demandas clínicas. Os resultados observados apontam para uma importância do grupo HiperDia no monitoramento dessas pessoas, além de ampliar o vínculo com a ESF, facilitando o acompanhamento e a manutenção do tratamento. O programa aumentou a adesão por parte da população atendida devido ao interesse pelas atividades desenvolvidas. Por serem realizadas de forma coletiva, serviu também como mecanismo socializador, aproximando pessoas com interesse em comum, facilitando assim a construção de conhecimento. As abordagens utilizadas e o fato dos temas partirem do interesse coletivo também facilitaram o desenvolvimento das ações, onde se pôde notar uma participação ativa dos frequentadores do grupo. De acordo com os relatos dos participantes a partir dos encontros, a prática de atividade física deixou de ser apenas uma atividade do momento do grupo, pois com o incentivo e com o entendimento de sua importância, esta passou a ser incorporada em suas rotinas. A partir das vivências presenciadas no desenvolvimento do grupo HiperDia, foi possível observar que a participação nesses espaços auxilia na promoção um estilo de vida saudável que contribui para os aspectos físicos e mentais dos indivíduos, bem como, promove a socialização e a troca de experiências entre os participantes, colocando-os como protagonistas em seus tratamentos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.