PERFIL DIAGNÓSTICO DOS USUÁRIOS DE UM CAPS DA FRONTEIRA OESTE DO RIO GRANDE DO SUL

Rui Carlos Gomes Dorneles, Lidiele Roque Bueno, Mariana Ferreira de Menezes Sauceda, Susane Graup

Resumo


Foi realizada uma pesquisa documental diagnóstica, na qual residentes do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Mental Coletiva da Unipampa, analisaram os prontuários dos usuários ativos de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Ao todo, 348 prontuários foram digitalizados, porém, optou-se pela não inclusão de 27 deles nas análises dessa pesquisa, em virtude da ausência de informações referente ao diagnóstico, totalizando, portanto, 321 prontuários. Os diagnósticos foram agrupados de acordo com a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID10),em:
a) Esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e transtornos delirantes; b) Transtornos do humor (afetivos); c) Retardo mental e d) Outros transtornos. A maioria (37%) da amostra, foi composta por diagnósticos de esquizofrenia. Quando estratificados por sexo, os transtornos de humor, segunda maior prevalência de casos diagnosticados, se apresentaram consideravelmente superiores entre indivíduos do sexo feminino. Os transtornos mentais não apresentaram características que pudessem sugerir sua associação com fatores referente à faixa etária na presente pesquisa. Os achados deste estudo, não visam de forma alguma, sugerir associações entre as patologias e as variáveis analisadas. No entanto, a investigação das morbidades de maior ocorrência nos serviços de saúde, fazem sentido se olharmos pelo espectro de que também se faz necessário um maior preparo no que diz respeito ao tratamento e manejo de tais situações.
Desta forma, o entendimento sobre o curso natural, e as características peculiares dessas doenças que compõem o âmbito de atuação da saúde mental coletiva dentro do sistema único de saúde (SUS), ainda são lacunas pontuais na literatura científica. Acredita-se que, pesquisas com tal finalidade possam contribuir tanto num melhor diagnóstico, como numa construção de um plano terapêutico de maior qualidade, eficácia e principalmente humanização.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.