MANEJO CONSERVACIONISTA: EFEITOS NA AGREGAÇÃO DO SOLO E LIBERAÇÃO DE ÍONS ANIÔNICOS

Érika Andressa da Silva, Laura Beatriz Batista de Melo

Resumo


A desagregação do solo, ao propiciar a liberação de íons, pode contribuir para a contaminação de recursos hídricos. O objetivo desse trabalho foi avaliar pelo método de sonificação, o efeito do manejo do solo na estabilidade de agregados de um Cambissolo Háplico e relacioná-la com as perdas de íons aniônicos. Foram coletadas quatro amostras na camada de 0,20 m no solo sob cultivo de cafeeiro em sistema conservacionista de manejo e cerrado nativo. Para o processo de sonificação, 5g de agregados (4-8 mm) foram submetidos a níveis crescentes de energia específica (0,0 76,5 J mL-1) e alíquotas foram coletadas, após cada tempo de sonificação, para determinação, em cromatografia iônica dos teores de Cloreto, Fluoreto, Nitrato, Sulfato. Com o auxílio do software Sigma Plot, foram ajustados modelos (y= y0 + a* (1- exp (-b*x))) para representar a desagregação do solo e a liberação dos ânions em função dos níveis de energia aplicados. Observaram-se, em ambas as condições estudadas (Cerrado nativo x manejo) que com o aumento da energia específica aplicada há maior desagregação do solo e liberação dos ânions Cloreto, Fluoreto, Nitrato e Sulfato. Diante de tal fato, sistemas de manejo que aumentam a estabilidade dos agregados, também preservam os recursos hídricos contra possíveis contaminações.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.