ORIGEM DO PLEXO BRAQUIAL NA LEPUS EUROPAEUS (PALLAS, 1778)

Charles Savi Mundo Dal Zotto, Bruhani Oliveira Vila Verde, Jade Pellenz, Amarílis Díaz de Carvalho, Paulo de Souza Júnior

Resumo


A Lepus europaeus, conhecida por lebre europeia, é uma espécie exótica amplamente distribuída pelas regiões sul e sudeste do Brasil. Ainda que o estudo do plexo braquial seja realizado em várias espécies com finalidade comparativa, não foram encontradas descrições sobre a origem do plexo braquial nesta espécie. Objetivou-se estudar a formação do plexo braquial de nervo na L. europaeus. Para tal, dissecaram-se três espécimes do sexo masculino, encontrados mortos em rodovias do Rio Grande do Sul. Pode-se constatar que o plexo originou-se dos ramos ventrais dos segmentos de C5 a T1, configurando a formação de três troncos: um cranial, um médio e outro caudal. A origem cranial ao nível de C5 não é regra em todas as espécies de lagomorfos e roedores. O nervo musculocutâneo foi o único a apresentar variação de formação, inclusive antimérica, entre os espécimes. A dissecção de um maior número de espécimes é necessária para definir um padrão anatômico e possíveis variações para esta espécie.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.