ESTUDO DE CASO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE DETERMINADO TIPO DE MANUTENÇÃO DO PAVIMENTO FLEXÍVEL EM UMA VIA DA ZONA URBANA DE ALEGRETE-RS

Marcelo Ramos Netto, Telmo Egmar Camilo Deifeld

Resumo


Este trabalho apresenta um estudo de caso da viabilidade econômica de diferentes tipos de manutenção ou sistemas propostos para determinada via da zona urbana de Alegrete-RS, sendo: o método aplicado pela Prefeitura que englobou os serviços de fresagem e recapeamento asfáltico no trecho em estudo da via em questão; e o sistema proposto de pavimentos intertravados de blocos de concreto. A metodologia utilizada neste trabalho visa identificar a viabilidade econômica de um sistema de pavimento que possa ser implantado para combater as manifestações patológicas no pavimento flexível da via estudada, bem como as vantagens na aplicação deste método que possa ser aplicado em comparação ao método adotado pela Prefeitura municipal em questão. A pesquisa foi realizada na seguinte via: Rua dos Andradas, em um trecho com 800 m de extensão, sendo que essa, por sua vez, foi escolhida por sua representatividade na zona urbana de Alegrete. A manutenção realizada pela Prefeitura Municipal de Alegrete (PMA) se mostrou menos custosa incialmente, levando em conta apenas o investimento incial, mesmo sendo realizada em um trecho maior, pois foi realizada em um trecho de 1,3 km, enquanto a proposta de pavimentação intertravada de blocos de concreto abrangia 0,8 km. Porém, caso fossem comparados os valores gastos com manutenções em um intervalo de tempo de 20 anos (vida útil do pavimento intertravado) para a mesma extensão de 1,3 km, o sistema de pavimentação intertravada teria um Custo Anual Uniforme Equivalente (CAUE) de R$ 62.704,00 enquanto a manutenção realizada pela PMA apresentaria um CAUE de R$ 85.178,34, assim sendo a utilização do pavimento intertravado se mostraria viável economicamente. Finalmente, o trabalho relata a importância do planejamento e da gerência dos serviços de manutenção nas vias urbanas.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.