INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA E A REFLEXÃO SOBRE A REGIÃO DE FRONTEIRA POR MEIO DA LITERATURA INFANTOJUVENIL

Daniela Carine Dohs Machado, Cristina Pureza Duarte Boéssio

Resumo


Este trabalho tem por objetivo apresentar uma pesquisa do tipo Intervenção Pedagógica, realizada com alunos do 6º ano do Ensino Fundamental da Rede Estadual de Ensino, no município de Bagé/RS. Por meio deste trabalho, objetiva-se incentivar o reconhecimento das características Culturais, Históricas, Geográficas e da Memória do lugar em que os educandos vivem e, por meio da Literatura, refletir criticamente sobre elas, sendo que, no currículo escolar atual, não se privilegia o estudo das relações fronteiriças, mesmo o município de Bagé/RS fazer fronteira com o Uruguai. Os resultados iniciais demonstram que as concepções de fronteira e Região de Fronteira foram elucidadas e que os educandos conseguem reconhecer-se mais como cidadãos fronteiriços. No entanto, por se tratar de uma pesquisa em andamento, desejamos ainda oportunizar a reflexão sobre as suas memórias pessoais e que eles possam se sentir como cidadãos integrados ao meio em que vivem, pertencentes e conhecedores da História e da Geografia do lugar em que vivem.
Com este trabalho concluímos que aliar a História, Geografia, Memória e Literatura estabelece uma ligação entre a imaginação sobre os acontecimentos passados e as relações com o presente, fazendo com que os educandos possam enxergar-se como integrantes e participantes da História da região em que vivem. Neste sentido, a Literatura ficcional Infantojuvenil envolve o educando pois ele é incentivado a refletir sobre o seu meio, suas vivências e percepções culturais.
Concluímos que utilizar-se de uma gama variada de recursos, como vídeos, imagens, literatura, pesquisa e visita cultural, fez com que o aluno pudesse visualizar-se neste meio fronteiriço e assim desenvolver as suas próprias concepções de Região de Fronteira.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.