PADRONIZAÇÃO DAS CONDIÇÕES EXPERIMENTAIS PARA MANUTENÇÃO DE MEXILHÃO DOURADO, LINNOPERNA FORTUNEI (DUNKER, 1857), EM LABORATÓRIO

Queila Daiane Fonseca do Amaral, Luis Flavio Souza De Oliveira, Luciane Quintana, Alex Cesar Radtke Werhli, Marcus Vinícius Morini Querol, Michel Mansur Machado

Resumo


O uso de animais com bioindicadores ou biomonitores tem sido utilizado a fim de alertar sobre os riscos dos ambientes onde se encontram e podem fornecer informações e indicações iniciais da potencialidade do ambiente causar danos à saúde humana. Devido sua capacidade de acumular compostos tóxicos e ter grande participação na transferência de poluentes aos mais altos níveis tróficos os mexilhões, como o Limnoperna fortunei, pode ser usado como organismo bioindicador. O delineamento de um experimento é base para todo o sistema científico, que consiste no planejamento e na condução dos ensaios de modo que seja possível que o recolhimento de dados que possam ser analisados e conduzam a conclusões adequadas. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi monitorar e padronizar as condições para manutenção de mexilhão dourado em ambiente laboratorial para fins experimentais, através do controle dos parâmetros de qualidade da água de exposição. Para isto, os mexilhões foram coletados, levados ao laboratório e mantidos sob condições experimentais durante um período de 30 dias para de aclimatação. Durante este período foram avaliados e monitorados os padrões de qualidade da água de exposição através da medição dos seguintes parâmetros: pH, temperatura, condutividade, oxigênio dissolvido, turbidez, alcalinidade, dureza, teor de amônia e nitrito. Após a comparação estatística dos resultados, foi constatado diferenças significativas entre os valores pH, condutividade, oxigênio dissolvido e temperatura. Porém, os valores médios encontrados ficaram dentro dos valores médios encontrados na literatura para estes parâmetros. Os valores encontrados para os parâmetros de turbidez, alcalinidade, dureza, amônia e nitrito, não apresentaram diferenças significativas entre as amostras. Sendo assim, foi possível concluir que durante o período de aclimatação estudado não houve variações bruscas nas condições da água de manutenção o que favorece a criação dos animais para utilização em experimentos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.