COGNIÇÃO NOS JOGOS ESPORTIVOS COLETIVOS

Bruno Minuzzi Lanes, João Francisco Magno Ribas, Raquel Valente de Oliveira

Resumo


Os Jogos Esportivos Coletivos são modalidades que possuem certas peculiaridades e obrigam seus jogadores aprimorarem cada vez mais suas capacidades técnico-táticas, porém existe uma capacidade que não se fala muito, e até mesmo parece não possuir relação com essas práticas motrizes. A capacidade cognitiva ou cognição é uma capacidade inerente as capacidades psicológicas do ser humano sendo um elemento indispensável para que os jogadores consigam executar suas capacidade técnico-táticas de forma precisa e eficiente. Contemplando elementos como percepção, atenção, antecipação, memória, tomada de decisão, entre outros, a capacidade cognitiva auxilia o jogador a saber o que fazer, quando fazer, porque fazer e como fazer perante à de aleatoriedade, variabilidade e rapidez das situações que as modalidades dos Jogos Esportivos Coletivos oferecem. Por todas essas descrições tem-se por objetivo dessa pesquisa destacar a importância da cognição nos Jogos Esportivos Coletivos. A partir de uma pesquisa bibliográfica utilizando documentos específicos sobre o tema, levantou-se as respectivas informações e conceitos embasados por autores e chegou-se à conclusão que a cognição ou capacidade cognitiva é de grande importância para que os jogadores consigam lograr êxito e performance nos Jogos Esportivos Coletivos. Essa capacidade contempla elementos que possibilitam que os jogadores no momentos do jogo consigam executar com maior eficiência as ações técnico-táticas a partir de um processo de leitura de jogo, fazendo com que o objetivo pré-estabelecido ao iniciar o jogo seja atingido. Nessa pesquisa além de destacar a importância da cognição nos JECs, será indicado um método de ensino-aprendizagem-treinamento que contempla em suas estruturas de atividades situações que inserem o jogador já no contexto formal dos Jogos Esportivos Coletivos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.